Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.14/9879
Título: O e-learning na educação médica contínua: aplicação a uma situação de ensino-aprendizagem em Oftalmologia
Outros títulos: E-learning in continuing medical education: an educational event example in Ophthalmology
Autor: Filipe, Helena
Fernandes, António Augusto
Dinis, António Castanheira
Caldas, Alexandre Castro
Palavras-chave: e-Learning
Sociedade do Conhecimento
Educação Médica Contínua
Oftalmologia
Knowledge Society
Continuing Medical Education
Ophthalmology
Data: 2009
Editora: UCEditora
Citação: FILIPE, Helena [et al.] - O e-Learning na educação médica contínua: aplicação a uma situação de ensino-aprendizagem em Oftalmologia = E-learning in continuing medical education: an educational event example in Ophthalmology. Cadernos de Saúde. Lisboa. ISSN 1647-0559. 2:2 (2009) 43-65
Resumo: Introdução: A sociedade do conhecimento conduziu a um novo paradigma no domínio da educação centrado no conceito de educação contínua. O e-Learning, como modelo de ensino-aprendizagem integra-se neste contexto, pois recorrendo às tecnologias digitais permite a concepção e implementação de estratégias pedagógicas adequadas a uma aprendizagem eficaz, personalizada e global. Objectivos: O objectivo deste trabalho foi avaliar a eficácia e impacto do e-Learning na educação médica pós-graduada em oftalmologia com base numa intervenção educacional a distância. Metodologia: A investigação foi conduzida com base num curso para o qual foram desenvolvidos o desenho, as metodologias de implementação e pilotagem e a estratégia de avaliação. Foram aplicados três questionários para caracterização da amostra (perfil de cibernauta, perfil de formação pós-graduada e estilo de aprendizagem). Os aprendentes resolveram um Teste de Diagnóstico de cinquenta perguntas de escolha múltipla, um Teste Final comas mesmas questões e no final da cada Sessão foi apresentado um Teste de dez questões de escolha múltipla. Após concluírem o curso todos responderam a um questionário de satisfação e impacto e receberam um Diploma de Participação. Resultados: A intervenção educacional foi aplicada a uma amostra de trinta e sete médicos: trinta e quatro médicos internos de Oftalmologia e três médicos oftalmologistas. A média de idades situou-se nos 33 anos. Todos atribuíram elevada importância à sua formação pós-graduada e na sua maioria utilizam semanalmente o computador (PC) mais de quatro horas. É privilegiado o domínio profissional, com acentuação para a visita a sites de interesse científico e medlines para pesquisa bibliográfica, sendo rara a frequência na formação em cursos online. Na avaliação da satisfação geral com o evento educativo, relativamente às vantagens da metodologia e-Learning destaca-se a flexibilização, a interacção prática teórica e a aprendizagem personalizada, ficando sublinhada como desvantagem a ausência de manipulação de um equipamento real. A classificação média obtida no Teste Final – 88,1±15,1 (com ou sem testes de sessão realizados) e a média da Avaliação Final – 85,4±15,1 (classificação do Teste Final ou na sua ausência a classificação média dos Testes de Sessão) quando comparada com a média de classificações obtidas no Teste de Diagnóstico– 57,3±15,6 foi estatisticamente significativa (p<0,001). Conclusão: A população médica apresenta características psicológicas, cognitivas e sociais favoráveis à utilização da metodologia e-Learning, sendo as suas percepções prometedoras, relativamente à implementação sistémica de regimes educacionais prevendo o e-Learning. Os resultados deste estudo sugerem adequação desta metodologia na educação médica contínua em oftalmologia.
Introduction: The birth of the knowledge society gave way to a new paradigm in education whose main concept relies on continuous education. E-Learning, as a model of the teaching-learning process, fits perfectly this new paradigm: using digital technology allows the conception of educational events with underlying learning theories, in a customised way, at a global scale. Objectives: The assessment of the impact and the efficacy of e-Learning in the post graduate medical education, based on a distance educational event conceived for this investigation. Material and Methods: An investigation was conducted, based on an educational experience that we designed, implemented, piloted and evaluated. All the steps are described. Three questionnaires were developed and applied to assess our sample’s characteristics (continuous medical education and cybernaut profile and learning style). A test of fifty multiple choice questions was presented before (diagnostic test) and after (final test) our educational event, as well as a test of ten multiple choice questions was given at the end of each session. At the end of the event all the participants were invited to answer a questionnaire of impact and satisfaction and received a Participation Certificate. Results: Our educational intervention was explored by a population of thirty seven residents of ophthalmology except for three doctors already ophthalmologists. Mean age was thirty three years old. All give high value to their continuous medical education, and use the Personal Computer (PC) more than four hours a week. They prefer the professional domain, mainly medline research and scientifically interesting sites. Experience in e-learning classes is scarce. The evaluation of general satisfaction with our educational event, based in twenty items or in a selected question of the final satisfaction questionnaire (Kirkpatrick’s level I) was very good. All the inquired items regarding the advantages of the e-learning methodology were considered important or very important, mainly the flexibility, practical-theoretical interaction and customised learning. Referred drawbacks were the absence of a real equipment manipulation. The Final Test mean classification – 88,1±15,1 (with or without Session Tests done) and the Final Evaluation mean classification – 85,4±15,1 (Final Test classification or mean classification Session Tests) were significantly higher (p<0,001) than the Diagnostic Test mean classification – 57,3±15,6, thus revealing knowledge learning (Kirkpatrick’s level II). The time spent correlated positively with the obtained classification. Conclusion: Medical population presents psico intellect and social characteristics favourable to this methodology. These population’s perceptions on the systemic implementation of e-Learning in medical education are promising. This methodology shows adequacy to continuous medical education in ophthalmology as suggested by this investigation’s results.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.14/9879
ISSN: 1647-0559
Aparece nas colecções:RCS - 2009 - Vol. 002 - Nº 02

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
CS 2.2 (4).pdf763,55 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.