Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.14/9857
Título: Taciturnidade e silêncio: para a história do silêncio monástico
Autor: Matoso, José
Data: 2009
Editora: Faculdade de Teologia da Universidade Católica Portuguesa
Citação: MATOSO, José - Taciturnidade e silêncio : para a história do silêncio monástico. Didaskalia. Lisboa. ISSN 0253-1674. 39:1 (2009) 69-93
Resumo: O silêncio simultaneamente contemplativo e afectivo cultivado em meios monásticos ocidentais parece nascer entre os cluniacenses (concretamente com o abade Odo, 927-942), e seguir uma tradição que se transmite através de Guilherme de St-Thierry e de Aelredo de Rievaulx (ambos ligados à espiritualidade cisterciense), da segunda ou terceira geração dos cartuxos, e finalmente de Mestre Eckhart e do seu discípulo João Tauler. Nas origens do monaquismo oriental e ocidental considerava-se sobretudo a sua forma ascética. A tradição mística derivada da teologia apofática inspirada nos escritos de Dionísio Areopagita suscitou uma grande quantidade de obras místicas, sobretudo nos autores de S. Victor de Paris e seus sucessores, mas era considerada demasiado especulativa pelos autores monásticos mais acessíveis como o que redigiu The Cloud of Unknowing e o próprio Tauler.
Silence at the same time contemplative and affective cultivated in Western monastic circles seems to have been born among the Cluniacs (specifically with Abbot Odo, 927-942), and to have followed a tradition that was transmitted through William of St. Thierry and of Aelred of Rievaulx (both connected with Cistercian spirituality), through the second or third generation of Carthusians, and finally through Meister Eckhart and his disciple Johann Tauler. In the origins of Eastern and Western monasticism it was particularly its ascetic form that was highly regarded. The mystical tradition derived from apophatic theology inspired in the writings of Dionysius the Areopagite led to a great many mystical works, particularly from the authors of St. Victor of Paris and their successors, but it was considered too speculative by more accessible monastic authors such as that of The Cloud of Unknowing and Tauler himself.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.14/9857
ISSN: 0253-1674
Aparece nas colecções:RD - 2009 - Vol. 039 - Fasc. 1

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
V03901-069-093.pdf198,02 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.