Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.14/9776
Título: A Sacramentalidade e a Ministerialidade no primeiro milénio através de alguns testemunhos patrísticos, litúrgicos e teológicos
Autor: Cordeiro, José Manuel Garcia
Data: 2006
Editora: Faculdade de Teologia da Universidade Católica Portuguesa
Citação: CORDEIRO, José Manuel Garcia - A sacramentalidade e a Ministerialidade no primeiro milénio através de alguns testemunhos patrísticos, litúrgicos e teológicos. Didaskalia. Lisboa. ISSN 0253-1674. 36:1 (2006) 127-137
Resumo: O título do presente artigo refere-se à dissertação de doutoramento em liturgia do mesmo autor. Este estudo é de carácter teologico-litúrgico e articula-se à maneira de um tríptico, centrado nos conceitos sacramentum-mysterium e ministerium. A primeira secção consta da análise de alguns textos de seis Padres da Igreja: Inácio de Antioquia, Tertuliano, Cipriano, João Crisóstomo, Agostinho e Isidoro de Sevilha. Na segunda parte, examinam-se oito documentos litúrgicos: Traditio Apostolica, Veronense, Gelasiano Antigo, Gregoriano Adriano, Gelonense, Ordines Romani, Liber Ordinum Episcopal de Silos e Pontifical Romanogermânico. O último capítulo é dedicado a três teólogos da primeira Escolástica: Ivo de Chartes, Hugo de S. Victor e Pedro Lombardo. O retorno teológico às fontes eclesiais da sacramentalidade e da ministerialidade do primeiro milénio permite concluir que estes testemunhos patrísticos, litúrgicos e teológicos encontram na celebração litúrgica o seu ambiente natural. Com efeito, o sacramento ou o mistério na liturgia é tudo menos um enigma. É o mistério de Deus que se realiza em Jesus Cristo. A ideia que ressalta com força deste tríptico é o conceito que a liturgia é o sacramento do mistério e que o ministério da Igreja é a diaconia do mistério, sinal visível do único e mesmo mistério de Cristo.
The title of this article relates to the present author’s doctoral thesis. This study is theological and liturgical in nature and is articulated in the manner of a triptych, centred on the concepts sacramentum-mysterium and ministerium. The first section is made up of an analysis of certain texts by six Church Fathers: Ignatius of Antioch, Tertullian, Ciprian, John Chrysostom, Augustine and Isidore of Seville. In the second part, eight liturgical documents are examined: Traditio Apostolica, Veronese, Old Gelasian, Gregorian Adrian, Gelonian, Ordines Romani, Liber Ordinum Episcopal of Silos and the Roman-Germanic Pontifical. The final chapter is dedicated to three theologians of the first Scholastic: Ivo of Chartres, Hugh of St. Victor and Peter Lombard. The theological turning of the ecclesial sources to the sacramentality and the ministeriality of the first millennium enables us to conclude that these patristic, liturgical and theological testimonies find their natural environment in the liturgical celebration.In actual fact, the sacrament and the ministry of the liturgy are anything but an enigma. It is the mystery of God that is made real in Jesus Christ. The idea that leaps forth from this triptych is the concept that the liturgy is the sacrament of mystery and that the ministry of the Church is the diacony of mystery, the visible sign of the only and same mystery of Christ.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.14/9776
ISSN: 0253-1674
Aparece nas colecções:RD - 2006 - Vol. 036 - Fasc. 1

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
V03601-127-137.pdf142,8 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.