Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.14/9273
Título: Contagem de neutrófilos em doentes leucopénicos : comparação do autoanalisador hematológico XE-2100 com o sistema de análise de imagem cellavision DM96
Autor: Silva, Cristina Maria Fernandes da
Orientador: Henrique, Rui Manuel Ferreira
Mendes, Carlos Alberto da Costa
Data de Defesa: Fev-2011
Resumo: A neutropenia febril (NF) está associada à deterioração da qualidade de vida, consumo de recursos associados ao tratamento e redução/adiamento da terapêutica. Pode inclusivamente comprometer a taxa de cura ou sobrevivência livre de doença, sendo que a taxa de mortalidade é de aproximadamente 5% numa população não seleccionada (variando entre 1% para tumores sólidos e 11 % para neoplasias hematológicas). Embora a incidência de NF seja, geralmente, baixa, pode atingir 33% ou mais em neoplasias do foro hematológico. Assim, no contexto de um Centro Oncológico, a NF constitui um problema de grande importância clínica, sendo requerida uma resposta rápida e precisa do laboratório de Hematologia quanto à avaliação do hemograma para a tomada de decisões críticas. Na actualidade, os laboratórios de Hematologia realizam, de forma sistemática, a avaliação do hemograma com recurso a sistemas de contagem total e diferencial automatizados. Contudo, nas situações de leucopenia, subsistem dúvidas quanto à fiabilidade desta contagem sendo que o padrão de avaliação – contagem manual – é um método moroso e que requer grande experiência. Assim, foram objectivos deste trabalho: (1) avaliar a contagem de neutrófilos em doentes leucopénicos (contagem total de leucócitos entre 0,1x109/L e 1,5x109/L), (2) comparar a contagem absoluta de neutrófilos (ANC) realizada no autoanalisador hematológico XE-2100 Sysmex com a do sistema de análise de imagem CellaVision DM96, e (3) estabelecer o limite mínimo da confiança para reportar o valor de neutrófilos obtido no contador automático XE-2100 Sysmex na rotina do laboratório de Hematologia. Foram utilizadas amostras de doentes leucopénicos analisadas na rotina do laboratório de Hematologia cuja contagem total de leucócitos obtida no XE-2100 estava compreendida entre 0,1x109/L e 1,5x109/L. Os esfregaços correspondentes foram simultaneamente analisados no CellaVision com o Blood Differential Software. De um total de 267 amostras analisadas, excluímos 19 (7,1%) por erro de contagem no XE-2100 e 20 (7,5%) por apresentarem uma contagem de células inferior a 20 no CellaVision. Dos 19 resultados com erro de leitura no XE-2100, foi possível obter o ANC no CellaVision em 16 (84%). Quando comparamos o ANC determinado pelo analisador automático XE-2100 com o do sistema de análise de imagem CellaVision,verificamos que a diferença das médias não foi estatisticamente significativa (teste t de Student para amostras emparelhadas, p > 0,05). O índice de correlação global entre os resultados dos 2 sistemas foi elevado e estatisticamente significativo (teste de Pearson, r=0,959, p < 0,001). A mesma análise foi realizada em função da contagem absoluta de leucócitos (WBC), segundo intervalos dos percentis da distribuição. O índice de correlação incrementou à medida que o número de leucócitos aumentou, apresentando sempre valores superiores a 92% e estatisticamente significativos (p < 0,001). Concluímos que o contador automático XE-2100 fornece valores que permitem relatar com confiança o ANC relativo a doentes leucopénicos. Esta situação pode, por um lado, diminuir o tempo de resposta do laboratório, e por outro, aumentar a informação disponibilizada. Não obstante, o CellaVision parece ser uma ferramenta útil dado permitir rever o esfregaço, monitorizar a evolução hematológica, arquivar imagens e contribuir para a formação e ensino da morfologia.
Febrile neutropenia (FN) is associated with deterioration of quality of life, resource consumption associated with treatment and reduced or deferred therapy. The cure rate or disease-free survival may also be compromised, and the mortality rate is approximately 5% in unselected populations (ranging from 1% for solid tumors and 11% for hematologic malignancies). Although the incidence of NF is generally poor, it can reach 33% or more in hematologic malignancies. Thus, in the context of a Cancer Center, FN is a problem of great clinical importance, requiring a rapid and accurate evaluation of the blood by the laboratory of Hematology for taking critical decisions. Currently, the laboratories of Hematology perform the assessment of blood samples by means of automated systems allowing for total and differential leucocyte count. However, in cases of leukopenia, doubts remain about the reliability of this count and the standard of evaluation - manual count – is a time consuming method which requires significant experience. Thus, the objectives of this study were: (1) assess the neutrophil count in leukopenic patients (total leukocyte count between 0.1 x 109 / L and 1.5 x109 / L), (2) to compare the absolute neutrophil count (ANC) held in hematologic autoanalyzer Sysmex XE-2100 system with the image analysis system CellaVision DM96, and (3) establish the threshold of confidence to report the value of neutrophils obtained in the automated counter Sysmex XE-2100 in a laboratory of Hematology. Blood samples of leukopenic patients routinely analyzed in the laboratory of Hematology whose total leukocyte count obtained on the XE-2100 was between 0.1 x 109 / L and 1.5 x 109 / L were enrolled for this study. The corresponding smears were simultaneously analyzed in the Blood Differential Software of CellaVision. From a total of 267 samples analyzed, we excluded 19 (7.1%) owing to counting error in the XE-2100, and 20 (7.5%) because they had a cell count of less than 20 in CellaVision. Of the 19 results with error reading in XE-2100, it was possible to obtain the ANC in CellaVision in 16 (84%). Comparing the ANC determined by automatic analyzer XE-2100 and the image analysis system CellaVision, we found that the mean difference was not statistically significant (Student’s t test for paired samples, p>0.05). The index of overall correlation between the results of the two systems was high and statistically significant (Pearson test, r=0.959, p<0.001). The same analysis was performed according to the absolute count of leukocytes (WBC), considering the intervals of the percentiles of the distribution. The correlation index increased as the number of leukocytes increased, with values always above 92% and statistically significant (p<0.001). We concluded that the XE-2100 automated counter provides values that allow the ANC to be reported with confidence on leukopenic patients. This may, on the one hand, decrease the response time of the laboratory, and secondly, to increase the available information. Notwithstanding, CellaVision seems to be a useful tool since it allows the smear review, monitor developments in hematological parameters, archive images, and contribute to training and teaching of morphology.
URI: http://hdl.handle.net/10400.14/9273
Aparece nas colecções:R - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations
ICS(P) - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
CellaVision.pdf2,31 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.