Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.14/9253
Título: Ser mulher motorista de viaturas pesadas de mercadorias num mundo masculinos : relações entre trabalho e saúde, numa perspectiva de género
Autor: Brízida, Andreia Filipa Agrelos da Silvia
Orientador: Fonseca, António
Cunha, Liliana
Data de Defesa: Mar-2012
Resumo: A dimensão género tem implicações na percepção dos riscos para a saúde e está na origem de diferentes níveis de declaração de problemas de saúde entre homens e mulheres (Aïach, 2001; Vogel, 2003); todavia, nem sempre é tida em conta quando se estuda o impacto das condições de trabalho na saúde dos trabalhadores. O presente estudo foi desenvolvido no Grupo TRACAR, junto dos motoristas de veículos pesados de mercadorias tendo como objectivo perceber se as consequências das condições de trabalho na saúde são percepcionadas de modo diferenciado em função do género. Paralelamente, pretende-se compreender melhor a entrada das mulheres em actividades tipicamente masculinas. Para tal, optou-se por uma metodologia qualitativa, recorrendo a entrevistas individuais, a observações e à aplicação do Inquérito, Saúde e Trabalho (INSAT). O tratamento de dados foi orientado pelos princípios da Análise de Conteúdo, permitindo identificar três categorias de primeira ordem/temas, sendo elas: (A) características da actividade; (B) trajectórias profissionais; (C) questões de género. No que concerne aos resultados obtidos estes permitiram apontar para a existência de diferenças de géneros quanto à percepção e declaração de problemas de saúde específicos. O discurso da mulher motorista realça a facilidade de adaptação e integração neste colectivo de trabalhadores e não evidencia claramente a existência de dificuldades na conciliação entre o trabalho e a família. Por outro lado, manuseamento de cargas é apontado como um constrangimento da actividade profissional. No entanto, o discurso dos homens motoristas salienta a conciliação trabalho-família como uma problemática emergente do desempenho da actividade e apresentam-se conscientes das repercussões que esta tem na saúde.
Although it is not always taken into account when studying the impact of working conditions on workers' health, gender dimension causes implication son the perception of health risks, and it is the origin of different levels of expression of health problems among men and women (Aiach, 2001; Vogel,2003). The study here presented was conducted at Grupo TRACAR, among professional drivers of heavy goods vehicles, with the aim to realize if the consequences of working conditions on health are perceived differently by gender. At the same time, we intend to better understand the entry of women in typically male activities. Therefore, we chose a qualitative methodology using individual interviews, observation and the implementation of “INSAT: Inquérito, Saúde e Trabalho” – Inquiry, Health and Work. Data processing was guided by the principles of Content Analysis, identifying three first-order categories, namely: (A) activity characteristics, (B) career paths, (C) gender issues. The obtained results allowed pointing to the existence of gender differences in terms of perception and implication of specific health problems. On one hand, female driver’s speech emphasizes ease of adaptation and integration in the collective of workers and not clearly shows the existence of difficulties in linking work and family. Handling of cargo is identified as a constraint occupation. On the other hand, male driver’s discourse highlights work-family issues as a consequence of the activity, also revealing an awareness of the impact it has on health.
URI: http://hdl.handle.net/10400.14/9253
Aparece nas colecções:FEP - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations
R - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Dissertação de Mestrado Andreia Brizida.pdf1,74 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.