Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.14/9210
Título: Preparação do regresso a casa : do hospital ao contexto familiar
Autor: Morais, João Paulo Lavos de
Orientador: Dixe, Maria dos Anjos Coelho Rodrigues
Palavras-chave: Pessoa dependente
prestador de cuidados
Regresso a casa
sobrecarga
continuidade de cuidados
Data de Defesa: 2010
Resumo: Objectivos: Este estudo, descritivo-correlacionado do tipo quantitativo, teve como principais objectivos caracterizar o processo de transição do doente e cuidador do meio hospitalar para o domicílio assim como determinar alguns factores envolvidos no processo. Metodologia: A população deste estudo são os doentes submetidos a artroplastia da anca e seus cuidadores, tendo a amostra sido escolhida de uma forma não probabilística por conveniência, obtendo-se um total de 55 doentes e 55 cuidadores. Foi aplicado a ambos, um formulário em dois momentos de estudo, no dia da alta e no dia da Consulta Externa, um mês após. A maioria dos doentes é do sexo feminino (52,7%) com uma média de idade de 69,1 anos (SD=. Os cuidadores têm uma idade média de 55,8 (SD= 15,4) anos, maioritariamente do género feminino (70,9%), casados (87,3%), com o 1º ciclo de escolaridade (49,1%) e reformados (40,0%). Principais resultados: As intervenções dos enfermeiros, durante a preparação da alta, foram baseadas em ensinos no acolhimento ou no dia da alta, não tendo sido fomentada a participação efectiva do cuidador em todo o processo. Um mês após a alta, a sobrecarga foi sentida nos cuidadores sendo notada em várias dimensões; Os doentes e cuidadores apresentaram um bom nível de conhecimentos no dia da alta, contudo revelaram as mesmas lacunas; 21,8% dos doentes recorreram a serviços hospitalares pouco dias após a alta. No dia da consulta, também se verificou a existência de problemas de saúde (56,4%); As maiores dificuldades sentidas pelos doentes em casa foram a mobilidade, a dependência de terceiros nas AVD’s, a adaptação às limitações e a Higiene. As dificuldades do cuidador foram o serviço doméstico, os cuidados directos, as condições económicas e a deslocação aos serviços de apoio/transporte. Conclusão: Os resultados demonstram a importância da existência de uma boa preparação de alta, em que o foco de intervenção terá de passar pela avaliação de necessidades do cuidador e a sua participação efectiva em todo o processo da preparação da alta.
URI: http://hdl.handle.net/10400.14/9210
Aparece nas colecções:R - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations
ICS(P) - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
dissertação Preparação do Regresso a casa.pdf2,03 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.