Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.14/9201
Título: A musicoterapia na evolução sócio-relacional de crianças com perturbações do espectro do Autismo
Autor: Faria, Maria Fátima Castro Sá e
Orientador: Ponte, Filomena Ermida da
Palavras-chave: Musicoterapia
Autismo
Inclusão
Comunicação
Intervenção
Reciprocidade
Relacionamento
Educação Especial
Music Therapy
Autism
Inclusion
Communication
Intervention
Reciprocity
Relationship
Special Education
Data de Defesa: 2008
Resumo: Este estudo pretende argumentar a aplicabilidade da Musicoterapia como instrumento de inclusão social e a sua contribuição na reabilitação psicossocial de crianças autistas. Reflectindo sobre uma breve visão histórica desta terapia, e ponderando o trabalho de um musicoterapeuta junto de uma unidade autista, é nosso objectivo verificar de que forma a Musicoterapia, em contexto educativo, pode contribuir para a dinamização de áreas e competências associadas à comunicabilidade, capacidade relacional das crianças com perturbações do espectro do autismo Assentes na recente alteração da legislação, Decreto-lei nº 3/2008, e pelo facto da nossa amostra ser constituída por um grupo de pais e professores de Educação Especial, participantes do nosso estudo, de alunos com perturbações do espectro do autismo (artigo 25º), e uma vez que a lei remete para a importância da adopção de “opções educativas flexíveis, de carácter individual e dinâmico, pressupondo uma avaliação constante do processo de ensino e de aprendizagem do aluno, foi nossa intenção neste estudo, através da Musicoterapia veicular benefícios a todos os alunos com handicaps, podendo assim, usufruir desta técnica, sendo aplicada e desenvolvida nas unidades de ensino estruturado, através da musicoterapia, metodologias de intervenção interdisciplinares que, com base no modelo de ensino estruturado, facilitem os processos de aprendizagem, de autonomia e de adaptação ao contexto escolar, conforme preconizado no DL.
This study tries to argue the application of the therapy of music as an instrument of social inclusion and its contribution in the psychosocial rehabilitation of autistic children. Reflecting about a brief historical vision of this therapy, and reflecting also about the work of a music therapist inside an autistic unit/community, it is our goal to see in which way the therapy of music, in an educational context, can or may contribute for a dynamism of areas and competences/skills associated to communication, the emotive ability/capacity of children with the autistic spectrum. Settled in the recent change of the law, act no 3/2008, and in the fact that our sample is constituted by a group of parents and teachers of special education, participants of our study, of students who suffer from the autistic spectrum (article 25th ) and once the law calls to the importance of flexible educational options, of an individual and dynamic nature, foreseeing a constant evaluation of the teaching and learning process of the student, it was our intention in this study , through the therapy of music to obtain advantages for all the students with handicaps, so that, everyone can benefit from this technique, if applied and developed in the units of a structured teaching, through the therapy of music, methodologies and interdisciplinary intervention that, with base on the model of the structured teaching, makes the learning process, the autonomy and the adaptation to the school context easier, as it is said and written in the act.
URI: http://hdl.handle.net/10400.14/9201
Aparece nas colecções:R - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations
FCS - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Temporario.pdf9,29 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.