Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.14/9168
Título: Retórica de corte no Primeiro Humanismo em Portugal
Autor: Soares, Nair Nazaré Castro
Palavras-chave: Primeiro Humanismo Português
Retórica e educação integral
Oratória civil e afirmação do poder régio
Armas e letras
Universalidade épica da nação lusa
First Portuguese Humanism
Rhetoric and integral education
Civil art of oratory and royal power
Arms and letters
Epic universalism of the Portuguese nation
Data: 2011
Editora: Universidade Católica Portuguesa. Departamento de Letras
Citação: SOARES, Nair Nazaré Castro - Retórica de corte no Primeiro Humanismo em Portugal. Máthesis. Viseu. ISSN 0872-0215. Nº 20 (2011), p. 231-251.
Resumo: O processo formativo do Homem e a sua educação integral privilegiam a componente retórica, indispensável à capacidade oratória, à arte da palavra. A nova era, a que a corte de Avis serviu de pórtico, manifesta um enorme interesse pela formação dos cidadãos, à semelhança do famoso "humanismo cívico" florentino. A abertura ao movimento humanista e aos novos métodos pedagógicos não se fez sem uma certa resistência da instituição universitária. Foi sobretudo na corte, e dentro do mecenatismo régio ao ensino dos nobres, que, tanto em Portugal como na Espanha, a modernidade no ensino das humaniores litterae se impôs definitivamente. A oratória civil, a força civilizadora da palavra, a afirmação do poder real, a acção humana, o ideal cortesanesco e a gesta lusa, as armas e as letras imprimem um cunho de identidade nacional a esta época áurea das cortes europeias. The moral and integral education of Man privileges rhetoric, essential to oratory, the art of word. The era inaugurated by the dynasty of Avis shows a great interest in the education of citizens, inspired by the Florentine "civic humanism". The openness to the Humanistic Movement and to new pedagogical methods faces some resistance from universities. It was especially in the court, and in the context of the royal patronage to the education of the poor, that the modern teaching of humaniores litterae became a practice in Portugal and Spain. The civil oratory, the civilizational strength of the word, the royal dominance, and the human action, the courteous ideal, and the Lusitanian adventure, the arms and the letters, reinforce the national identity in this golden age of the European royal court.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.14/9168
ISSN: 0872-0215
Aparece nas colecções:RMA - Nº 020 (2011)

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
mathesis20_231.pdf254,91 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.