Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.14/9128
Título: Le désastre de Lisbonne, de Jean-Nicolas Bouilly: coup de théâtre et pathétique
Autor: Fernandes, Ana
Data: 2009
Editora: Universidade Católica Portuguesa. Departamento de Letras
Citação: FERNANDES, Ana - Le désastre de Lisbonne, de Jean-Nicolas Bouilly: coup de théâtre et pathétique. Máthesis. Viseu. ISSN 0872-0215. Nº 18 (2009), p. 115-133.
Resumo: O Terramoto de Lisboa de 1755 serve de pano de fundo a Le désastre de Lisbonne de Jean-François Bouilly. Começando pelo estudo do paratexto, segue-se a análise estrutural da peça que nos permite distinguir os momentos de tensão do drama e fazer uma abordagem do tempo, do espaço e das personagens tanto nas suas relações enquanto actantes como ao nível da sua psicologia. O trio amoroso que compõe a trama apercebe-se no momento mais trágico da peça de que a rivalidade se tem de transformar em solidariedade para que possam sobreviver, consciencialização que o patético intensifica. The Lisbon earthquake of 1755 appears in Le désastre de Lisbonne de Jean-François Bouilly as its scene. Beginning by the study of the paratext, we make afterwards a structural analysis of this play which allows us to distinguish the stress moments of this drama; we make also an approach of the time, the space and the characters according to their relationships as acting forces and their psychology. The love trio becomes aware at the most tragic moment of the play that its rivalry must turn into solidarity so that all three can survive, conscientiousness intensified by the pathetic.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.14/9128
ISSN: 0872-0215
Aparece nas colecções:RMA - Nº 018 (2009)

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
mathesis18_115.pdf201,26 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.