Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.14/8850
Título: Suporte social : intervenção para a promoção do papel parental
Autor: Fachadas, Magda Cláudia de Lemos
Orientador: Vaz, Judite
Palavras-chave: Papel Parental
Transições
Suporte Social
Enfermagem
Parental Role
Transitions
Social Support
Nursing
Data de Defesa: 27-Dez-2011
Resumo: Este trabalho surge no âmbito da Unidade Curricular Relatório, do Curso de Mestrado de Enfermagem, com Especialização em Saúde Infantil e Pediátrica. Pretende-se que traduza e sistematize de forma reflectida, o percurso executado durante a realização da Unidade Curricular Estágio no cumprimento dos seguintes objectivos: - Desenvolver competências de forma a permitir a prestação de cuidados de enfermagem de grande complexidade à criança/jovem e família, para a promoção da sua saúde, e adaptação a situações de transição (ao longo do ciclo vital e saúde-doença/ hospitalização); - Contribuir para a melhoria da qualidade dos cuidados de enfermagem à criança/jovem e família, com ênfase no suporte social para promoção do papel parental. A metodologia utilizada incorporou a análise reflexiva, associada com a evidência científica, experiência, opinião de peritos e preferências dos clientes. Pretende-se efectuar a divulgação das actividades desenvolvidas, respectivo impacto ao longo dos diferentes contextos de aprendizagem e as competências pessoais e profissionais desenvolvidas e aperfeiçoadas, com base numa análise crítica e reflexiva. A temática central desenvolvida foi o suporte social como promotor do papel parental, onde se procurou demonstrar a importância do papel do Enfermeiro Especialista de Saúde Infantil e Pediátrica, recorrendo ao suporte social como estratégia de intervenção para a promoção do papel parental. O construto base é a promoção do papel parental nas transições que ocorrem subjacentes ao ciclo vital da criança/jovem e nas transições saúde/doença, cujo referencial teórico se fundamenta na teoria de Afaf Meleis. O suporte social surge como estratégia de intervenção que abordado segundo as três dimensões funcionais defendidas por Pais-Ribeiro, permite ao Enfermeiro de Saúde Infantil e Pediátrica implementar intervenções baseadas nos recursos de cada família e da comunidade, visando a promoção do papel parental. Desta forma, verificou-se que as crises geradas pelas transições normativas ou não normativas podem ser minoradas através de um atendimento integrado da equipa de saúde, sendo que o papel do enfermeiro torna-se crucial na gestão deste processo, para a promoção de uma vivência mais efectiva do papel parental.
URI: http://hdl.handle.net/10400.14/8850
Aparece nas colecções:R - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations
ICS(L) - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Relatório_Magda.Fachadas.pdf64,42 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.