Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.14/8844
Título: Vigilância epidemiológica da infecção do local cirúrgico nas artroplastias da anca e do joelho
Autor: Maia, Maria José dos Santos
Orientador: Martins, Fernando Mena Ferreira
Diogo, Nuno Manuel da Conceição
Palavras-chave: Infecções Associadas aos Cuidados de Saúde
Vigilância Epidemiológica
Infecção do Local Cirúrgico
Artroplastia
Healthcare - Associated Infections
Epidemiological Surveillance
Surgical Site Infection
Arthroplasty
Data de Defesa: 23-Dez-2011
Resumo: Introdução - A Vigilância Epidemiológica (VE) é a área nobre da Prevenção e Controlo da Infecção, sendo “… fundamental assegurar o registo contínuo, a análise, a interpretação e a informação de retorno relativamente às Infecções Associadas aos Cuidados de Saúde (IACS) …”. (1) A revisão da literatura relacionada com o tema, incidiu sobre as IACS, o sistema de VE proposto pela Direcção Geral da Saúde (DGS), a Infecção do Local Cirúrgico (ILC), as Artroplastias da Anca e do Joelho e sobre as Recomendações existentes para a Prevenção e Controlo da ILC, tanto a nível nacional como a nível internacional. Objectivo - Conhecer as ILC nas Artroplastias da Anca e do Joelho num Hospital Central. Metodologia - Efectuou-se um estudo do tipo descritivo, prospectivo e de abordagem quantitativa. Avaliaram-se 626 procedimentos cirúrgicos, de acordo com o sistema de codificação – ICD-9-CM. Foram eles a Substituição Total da Anca (STA) - 81.51, a Substituição Parcial da Anca (SPA) - 81.52, a Revisão da Substituição da Anca (RSA) - 81.53, a Substituição Total do Joelho (STJ) - 81.54 e a Revisão da Substituição do Joelho (RSJ) - 81.55. Excluíram-se 27 procedimentos cirúrgicos (81.53 e 81.55) relativos a 18 doentes, de acordo com o Protocolo “Hospital in Europe Link for Infection Control Through Surveillance” (HELICS) VE da ILC 2007 (Anexo I). Estes procedimentos são cirurgias limpas, com inserção de implantes e por isso com seguimento durante um ano. Foi utilizado o formulário do HELICS Cirurgia (Anexo II) para a colheita de dados referentes aos procedimentos cirúrgicos efectuados, tendo esta sido realizada através da consulta dos processos clínicos quer em suporte papel quer através dos programas informáticos SONHO, SAPE, SAM, Webapollo Análises Clínicas e Circuito do Medicamento da CPCHS, estando garantida a confidencialidade dos mesmos. Cruzaram-se os dados obtidos com as listagens do Serviço de Planeamento e Controlo de Gestão (PCG), para validar o número de procedimentos obtidos. Foram ainda solicitados ao Laboratório de Patologia Clínica, todos os resultados positivos dos exames bacteriológicos no Serviço de Ortopedia, de forma a facilitar a detecção precoce de processos infecciosos. Para o tratamento estatístico utilizaram-se os programas Statistical Package for Social Science (SPSS) versão 17.0 para Windows e Microsoft Excel 2007. Resultados - A nossa população revelou um predomínio do sexo feminino, com 68,85% para 31,15 % do sexo masculino, em que a média de idade foi de 71,18 anos e a mediana de 72 anos. A Incidência da ILC foi de 1,28 %, sendo de 2,03 % para as Artroplastias da Anca e de 0,35 % para as do Joelho. Destes valores, 75 % foram detectados após a alta. Os procedimentos urgentes obtiveram taxas superiores aos dos procedimentos programados, sendo de 3,1 % para os primeiros e de 0,8 % para os segundos. O microrganismo mais frequentemente isolado foi o Staphylococcus aureus com uma frequência de 83,3 %, correspondendo 80 % a MRSA. Conclusão – A utilização do HELICS Cirurgia permitiu conhecer as taxas de ILC nos procedimentos cirúrgicos já referidos. Identificaram-se áreas a ser investigadas em estudos futuros, nomeadamente a Profilaxia antibiótica e as Fracturas patológicas. Face aos resultados obtidos (Anexo III), iremos delinear estratégias interventivas de modo a melhorar estes resultados, nomeadamente na verificação do cumprimento dos Protocolos e Recomendações existentes na Instituição.
Introduction - Epidemiological Surveillance is the prime area of Prevention and Infection Control, being "... essential to ensure the continuous recording, analysis, interpretation and feedback concerning Healthcare Associated Infections (HCAI) ...". (1) The literature review related to the topic focused on the HCAI, the surveillance system proposed by Direcção Geral da Saúde, Surgical Site Infection (SSI), Hip and Knee Replacements and the existing Nationally and Internationally Guidelines for Prevention and Control of the SSI. Objective - Investigate SSI in Hip and Knee Replacements in a Central Hospital. Methodology - A descriptive, prospective and quantitative study was performed. We evaluated 626 surgical procedures, according to the coding system - ICD-9-CM: Total Hip Replacement (81.51), Partial Hip Replacement (81.52), Revision of Hip Replacement (81.53), Total Knee Replacement (81.54) and Revision of Knee Replacement (81.55). 27 surgical procedures (81.53 and 81.55) relating to 18 patients were excluded in accordance with the Protocol "Hospital in Europe Link for Infection Control Through Surveillance” (HELICS) SSI Epidemiological Surveillance 2007 (Annex I). These procedures were clean surgeries, with insertion of implants and thus required one-year follow-up. We used the HELICS Surgery Form (Annex II). Data collection was done through consultation of either hand-written medical records or of the computer programs SONHO, SAPE, SAM, Webapollo Clinical Analysis and Drug Circuit from CPCHS. Data confidentiality was guaranteed. The data obtained were compared with the listings of the Office of Planning and Management Control in order to validate the number of procedures obtained. The Clinical Pathology Laboratory was asked to provide all the bacteriology positive results in the Orthopaedics Department, in order to facilitate early screening of infectious processes. For the statistical analysis we used the Statistical Package for Social Science SPSS 17.0 and Microsoft Excel 2007. Results - Our population revealed a female predominance, with 68.85 % females to 31.15 % males, where the average age was 71.18 years and the median of 72 years. The incidence of SSI was 1.28 % with 2.03 % for Hip Arthroplasty and 0.35 % for the Knee ones. From these values, 75 % were detected after discharge. Emergency procedures had higher rates than those of the planned procedures, with 3.1 % for the former and 0.8 % for the latter. The most commonly isolated organism was Staphylococcus aureus with a frequency of 83.3 %, 80% representing MRSA cases infections. Conclusion: The use of HELICS Surgery Prortocol allowed to know SSI rates in surgical procedures that are already referred to. Identified areas to be investigated in future studies, such as Antibiotic Prophylaxis and the pathological Fractures. Considering our results (Annex III), we will delineate interventional strategies to improve these results, particularly in the verification of existing protocols and recommendations in the institution.
URI: http://hdl.handle.net/10400.14/8844
Aparece nas colecções:R - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations
ICS(L) - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
TESE_MJM_2011.pdf6,3 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.