Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.14/8692
Título: Eritropoiese e inflamação em doentes com insuficiência renal e/ou com Diabetes Mellitus Tipo 2
Autor: Fernandes, Ana Maria Pereira
Orientador: Costa, Elísio Manuel de Sousa
Costa, Carla Conceição Lemos Oliveira Castro
Data de Defesa: 21-Mai-2012
Resumo: Neste trabalho foram estudadas as alterações eritropoiéticas e inflamatórias associados com doença renal (DR) e/ou com Diabetes mellitus tipo 2 (DM2), assim como a relação entre as alterações eritropoiéticas e o grau de inflamação em indivíduos saudáveis e, em indivíduos com patologia associada. Quinhentos e oitenta e oito indivíduos portugueses foram incluídos neste estudo: 349 doentes com DM2, 69 doentes com DR, 73 doentes com DR e DM2 e 97 controlos saudáveis. A todos, para além de se registar a idade e o sexo, foi efectuado um hemograma completo, incluindo a contagem diferencial de leucócitos, contagem de plaquetas, índices hematopoiéticos, determinação dos níveis séricos de glicose, ureia, creatinina, ferro, capacidade total de fixação de ferro, transferrina, proteína C reactiva (PCR), vitamina B12, ácido fólico e a determinação da velocidade de sedimentação (VS). Quando comparados com os controlos, os doentes com DM2 apresentam aumento na concentração de glicose sérica, e aumento nos marcadores inflamatórios e de insuficiência renal. Os DR apresentam aumento nos marcadores de insuficiência renais e inflamatórios, e diminuição da concentração de hemoglobina, hematócrito e contagem de eritrócitos. Os DR com DM2 apresentam um aumento significativo na concentração de glicose, marcadores de insuficiência renal e inflamatórios, e uma diminuição na concentração de hemoglobina, hematócrito e contagem de eritrócitos. No grupo controlo encontramos uma correlação significativa entre a hemoglobina e a creatinina (r=0.219; p=0.031) e uma correlação negativa entre a hemoglobina e a PCR (r=-0.335; p=0.012). Nos doentes com DM2 encontramos correlação significativa entre a idade e a transferrina (r=-0.239; p=0.006), entre a contagem de neutrófilos e o ferro sérico (r=-0.203; p=0.014), entre a hemoglobina e a PCR (r=-0.276; p<0.001), entre o volume globular médio (VGM) e a creatinina (r=0.134; p=0.012), e entre o ferro sérico e a PCR (r=-0.275; p=0.002). Nos DR existe uma correlação entre a contagem de neutrófilos e a ureia (r=0.281; p=0.019) e entre a VS e a ureia (r=0.384; p=0.040). Nos DR com DM2 encontramos uma correlação entre a idade e a contagem de neutrófilos (r=0.286; p=0.014) e entre a contagem de neutrófilos e o ferro sérico (r=-0.338; p=0.041). Em conclusão, os nossos resultados demonstram que tanto os DR como os doentes com DM2 apresentam alterações eritropoiéticas, que poderão estar associadas com o processo inflamatório. Mais estudos serão necessários para esclarecer a origem do processo inflamatório, nestes doentes e a sua influência no prognóstico da DR e de DM2.
In this work we studied the erythropoietic, and inflammatory changes associated with kidney disease (KD) and/or with diabetes mellitus type 2 (DM2), as well as correlations between the erythropoietic changes and the degree of inflammation in healthy individuals and individuals with associated pathologies. Five hundred and eighty-eight Portuguese individuals were included in this study: 349 DM2 patients, 69 KD patients, 73 KD patients with DM2 and 97 healthy controls. In all, age and sex has been recording, and full blood counts, including differential leukocyte counts, platelet counts, hematological indices and serum levels of glucose, urea, creatinine, iron, total iron-binding capacity (TIBC), transferrin, C-reactive protein (CRP), vitamin B12, folic acid and determination of erythrocyte sedimentation rate (ESR) were also performed. Compared with controls, DM2 patients presented an increased glucose serum levels and increase in inflammatory and renal failure markers. KD showed an increase renal failure and inflammation markers, and decreased hemoglobin concentration, hematocrit and erythrocyte counts. KD patients with DM2 have a significant increase in glucose concentration, and increased renal failure and inflammation markers, and a decrease in hemoglobin concentration, hematocrit and erythrocyte counts. In the control group, we found a significant correlation between hemoglobin and creatinine (r=0.219; p=0.031) and a negative correlation between hemoglobin and CRP (r=-0.335; p=0.012). In DM2 patients we found a significant correlation between age and transferrin (r=-0.239; p=0.006), between neutrophil counts and serum iron (r=-0.203; p=0.014), between hemoglobin and CRP (r=-0.276; p<0.001), between MCV and creatinine (r=0.134; p=0.012), and between serum iron and CRP (r=-0.275; p=0.002). In KD, we found a correlation between neutrophil counts and urea (r=0.281; p=0.019) and between VS and urea (r=0.384; p=0.040). KD patients with DM2 showed a correlation between age and neutrophil count (r=0.286; p=0.014) and between the neutrophil count and serum iron (r=-0.338; p=0.041). In conclusion, our results showed that both KD and DM2 patients presented erythropoietic changes, which must be associated with the inflammatory process. Further studies are required in order to clarify the exact origin of the inflammatory process in these patients and their influences one in the prognosis of KD and DM2.
URI: http://hdl.handle.net/10400.14/8692
Aparece nas colecções:R - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations
ICS(P) - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Tese_Ana_Final 16-05-2012.pdf1,36 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.