Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.14/8601
Título: Diferenciação curricular : um estudo da percepção dos docentes em relação aos factores que a condicionam
Autor: Pinto, Regina Zélia Marques
Orientador: Pereira, Paulo de Almeida
Palavras-chave: Diferenciação
Diversidade
Reflexividade
Gestão Curricular
Colaboração Docente
Currículo
Flexibilidade
Differentiation
Diversity
Reflexivity
Curriculum Management
Collaborative Teaching
Curriculum
Flexibility
Data de Defesa: 2012
Resumo: O presente estudo enquadra-se no contexto de uma escola que a todos deve incluir, respeitando as características de todos e de cada aluno, com vista a garantir a concretização de aprendizagens de qualidade. Os caminhos podem ser diferentes para o mesmo destino. Um tamanho único não serve a todos. Para a escola de hoje são determinantes algumas práticas que possam substituir as rotinas que, longitudinalmente, enformaram o processo educativo. Na actualidade, uma escola encarada como comunidade que aprende, deve promover a reflexividade docente, deve garantir o trabalho colaborativo, deve exigir a gestão curricular no seu contexto, deve facilitar o recurso sistemático às Novas Tecnologias da Informação e Comunicação. A Diferenciação Curricular assume a forma inequívoca da assunção de uma escola para todos, encontrando-se, no entanto, intimamente associada e a um conjunto de factores, que a inibem e/ou a facilitam, da responsabilidade do Ministério da Educação, da Escola e dos Professores. Recorrendo a uma abordagem quantitativa, estudamos as percepções dos docentes de um Agrupamento de Escolas e de uma Escola Secundária, em relação à importância dos factores da diferenciação. Da análise das respostas e da verificação das hipóteses é possível concluir que as percepções dos docentes convergem no que diz respeito a possuírem dificuldades nas práticas de diferenciação. O seu posicionamento relativamente à importância dos factores da diferenciação é semelhante, quer se trate de docentes com mais ou menos experiência profissional, quer leccionem a um ou outro ciclo de ensino, quer conheçam ou não o contexto. Constatamos também que os docentes atribuem muita a importância à formação em Gestão Curricular na escola, como facilitadora das práticas da diferenciação. O docente que menos dificuldade possui em diferenciar é aquele que, sistematicamente reflecte, colabora e partilha materiais com os colegas, utiliza as TIC e não sente a pressão dos Exames Nacionais.
The present study fits within a school that must include all, respecting the characteristics of each and every student, to ensure the achievement of quality learning. The paths may be different for the same destination. One size does not fit all. For nowadays‟ school, some practices to replace the routines which are longitudinally shaping the educational process, are determining. At present times, a school, faced as a learning community, should promote the teaching reflection, should ensure collaborative work, should require curriculum management in context, should facilitate the systematic use of new information and communication technologies. The differentiated curriculum unequivocally assumes the assumption of a school for all, being, however, closely associated with a set of factors that inhibit and/ or facilitate the responsibility of the Ministry of education, school and teachers. Using a quantitative approach, we have studied the perceptions of teachers of a group of schools and a secondary school, regarding the importance of differentiation factors. From the analysis of the responses and the verification of the hypotheses it is possible to conclude that their perceptions converge with regard to having difficulties in the practice of differentiation. Their position concerning the importance of differentiation factors is similar, whether concerning teachers with more or less work experience, teaching one or another level of education or knowing the context or not. We also found that teachers assign much importance to training in management Course at school, as a facilitator of differentiation practices. The teacher who has less difficulty in differentiating is the one who systematically reflects, collaborates and shares materials with colleagues, uses new technologies of information and communication and doesn‟t feel the pressure of the National Examinations.
URI: http://hdl.handle.net/10400.14/8601
Aparece nas colecções:R - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations
DEGS - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Temporario.pdf9,29 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.