Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.14/8600
Título: Quando a vida e a morte se tocam prematuramente : cuidados paliativos neotais
Autor: Camacho, Nânci Marisela Correia
Orientador: Almeida, Filipe Nuno Alves dos Santos
Serrão, Daniel
Palavras-chave: Recém-Nascido
Pais
Fim de Vida
Qualidade de Vida
Cuidados Paliativos e Cuidados Intensivos Neonatais
Newborn
Parent
End of Life
Quality of Life
Palliative Care and Neonatal Intensive Care
Data de Defesa: 2011
Resumo: O amor advém da mais profunda existência humana, mediado pela natureza relacional do ser humano, em que as pessoas ao estabelecerem laços vão-se construindo numa teia relacional, passando a fazer parte umas das outras. A verdadeira pessoalidade do ser humano não subsiste num “eu” fechado aos outros, compondo o fim de vida do recém-nascido, o desvanecer de parte da vida dos seus pais. Considerando a existência do ser humano como um processo incessante de relacionamento com o outro, e, sendo a sua finitude projectada preferencialmente após uma longa experiência de vida, emerge a incongruência dos pais vivenciarem o fim de vida do seu filho. Actualmente a não banalização do fim da vida humana recém-nascida, e sua família, deve ser defendida pela excelência do cuidar da equipa de saúde, encontrando nos cuidados paliativos neonatais, um novo sentido para humanizar o fim de vida do recém-nascido. A presente tese foi redigida baseando-me no meu percurso reflexivo profissional e pessoal, em que considero que junto do recém-nascido em fim de vida e sua família, quando aparentemente todos os caminhos nos indicam o fim, neste caminhar, ainda muito há a atender para promover a sua dignificação enquanto pessoa. Com o desenvolvimento deste tema objectivei determinar quais são as reflexões bioéticas que devem ser enaltecidas pelos profissionais de saúde, para melhor acompanharem o recém-nascido em fim de vida e sua família, de modo a presenteá-lo com um cuidar humanizado, dignificando-o através da prestação de cuidados paliativos. A fundamentação deste estudo foi baseada na panóplia de suporte bibliográfico de Jorge Biscaia, Daniel Serrão, Filipe Almeida, Etelvina Nunes, Walter Osswald, Luís Archer, Rui Nunes, Vasco Pinto de Magalhães, Michel Renaud e Martin Buber. Ao elaborar a tese, conclui que o recém-nascido em fim de vida, pela sua condição de fragilidade, necessita de ser acolhido pelos pais numa relação envolta em amor, carinho e ternura, possibilitando um fim de vida sereno. Dignificar o recém-nascido em fim de vida e sua família, implica prestar cuidados humanizados norteados por um imperativo relacional promotores de uma consciência moral, que proteja a liberdade e a dignidade deste ser humano vulnerável.
Love comes from the deepest human existence, mediated by the relational nature of human beings, where people are going to establish ties to building a web of relationships, becoming part of each other. The real personality of the human being can not exist in a closed "I" to others, composing the end of life of the newborn, the fading part of the lives of parents. Considering the existence of human being as an incessant process of relationship with others, and being its finitude projected preferably after a long experience of life, emerges the incongruity of the parents to experience the life of his son. Currently not trivializing the end of life newborn and their families must be supported by the excellence of the health care team, finding in neonatal palliative care, a new way to humanize the end of life of the newborn. This thesis was written based on me in my professional and personal reflective journey, where I believe that with the newborn in end of life and his family, when apparently all the ways we indicate the order in this walk, there is still much attend to promote their dignity as a person. With the development of this theme objectivity determine what are the bioethical considerations that should be heralded by health professionals to better monitor the baby end of life and his family, to present him with a human care, dignifying the through the provision of palliative care. The motivation for this study was based on the range of bibliographical support of Jorge Biscaia, Daniel Serrão, Filipe Almeida, Etelvina Nunes, Walter Osswald, Luís Archer, Rui Nunes, Vasco Pinto de Magalhães, Michel Renaud and Martin Buber. In preparing the thesis concludes that the baby end of life, the fragility of their condition, needs to be accepted by parents in a relationship steeped in love, affection and tenderness, making possible a peaceful end of life. Dignify the newborn at the end of life and family, means to provide humanized care guided by a relational imperative promoters of a moral conscience, which protects freedom and dignity of human being vulnerable.
URI: http://hdl.handle.net/10400.14/8600
Aparece nas colecções:R - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations
FF - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Temporario.pdf9,29 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.