Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.14/8573
Título: A parceria de cuidados no contexto pediátrico-o olhar das mães
Autor: Silva, Ana Mafalda Sousa Alves da
Orientador: Vieira, Margarida
Data de Defesa: Out-2008
Resumo: A família assume um papel crucial, especialmente quando um membro que dela faz parte se encontra doente. Quando esse elemento é uma criança, o papel da família é resignificado numa dimensão mais ampla. Se à doença estiver associada a necessidade de internamento, o apoio da família, nomeadamente dos elementos mais significativos, que são habitualmente os pais, assume um papel terapêutico relevante quer na recuperação do problema de saúde, como na minimização das sequelas associadas à hospitalização. É neste contexto que surgiu a filosofia de assistência em saúde, denominada parceria de cuidados. No sentido de aprofundar conhecimentos nesta área, desenvolvemos um trabalho enquadrado na área pediátrica. Dada a envolvência de vários actores na determinação, compreensão e peracionalização da parceria de cuidados, optamos por a perspectivar na óptica das mães. Procedemos a um estudo com base numa metodologia qualitativa e optamos por um estudo de cariz etnográfico, descritivo de carácter exploratório. Assim, dos dados obtidos através da observação participante, modelo O.P.R. de Leininger e através das entrevistas semi-estruturadas, emergiram segundo o modelo de análise de Spradley, nove domínios culturais. Destes conclui-se que os cuidados prestados pelas mães se centram na satisfação das necessidades humanas básicas e os pressupostos da promoção da integração assentam na orientação/ensino. Ainda, segundo as mães inquiridas, estas apresentam uma visão compreensiva e positiva sobre a equipe de enfermagem. A imersão nos dados dos domínios culturais, levaram a emergir dois temas culturais que constituem o eixo do nosso estudo: Parceria e Cuidado. Com base nestes resultados podemos referir que as mães que participam nos cuidados aos seus filhos quando estes estão internados e que o ensino realizado pelos enfermeiros é fundamental para que estas adquiram as aptidões necessárias para realizar todas as tarefas que a criança necessita no domicílio. Para que isso aconteça é crucial que exista uma parceria entre enfermeiros, pais e crianças.
Family undertakes a crucial role, especially when one of its members is ill. When that element is a child, the family role is redefined in a broader dimension. If the illness is associated to the need of admission, family support, especially from the most significant elements, usually the parents, assumes a major therapeutic role not only in the recuperation of the health problem, but also in the minimization of the misfortunes associated to hospitalization. It is in this context that the philosophy of assistance in health arose, named partnership of cares. In the sense of deepening knowledge in this area, we developed a project centered in the pediatric area. Owing to the participation of several factors in the determination, comprehension and operationalization of the partnership of cares, we opted to look at it from the mothers' perspective. We carried through a study based in a qualitative methodology and opted for a descriptive, ethnologic and exploratory outlook. Analyzed the facts obtained through the participant observation, O.P.R. of Leininger, and from the semi-structured interviews, nine cultural domains emerged, according to Spradley Analysis Model. Consequently, it can be concluded that the cares given by the mothers are centered in the satisfaction of the basic human being necessities and the preconceived idea about the promotion of the integration is based in the orientation/education. Moreover, according to the inquired mothers, they present a comprehensive and positive vision of the nursing team. When we refer cultural domains, it is vital to talk about two cultural subjects that constitute the axle of our study: Partnership and Care. After examining these results, we can conclude that mothers participate in their children’s cares when they are hospitalized and that the advice given by the nurses is essential for them to acquire the necessary skills to carry through all the tasks that their children need at home. So, it is vital that a partnership between nurses, parents and children exists to allow parents to know how to deal with their children after leaving the hospital.
URI: http://hdl.handle.net/10400.14/8573
Aparece nas colecções:R - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations
ICS(P) - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Temporario.pdf9,29 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.