Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.14/8456
Título: Incentivar os prestadores de cuidados nos posicionamentos e transferências soa idosos dependentes
Autor: Elvas, Maria de Lurdes Ferreira da Silva
Orientador: Magalhães, Norminda
Data de Defesa: Dez-2008
Resumo: O envelhecimento não é um problema, mas uma parte natural do ciclo de vida, sendo desejável que constitua uma oportunidade para viver de forma saudável e autónoma, o mais tempo possível, o que implica uma acção integrada ao nível da mudança de comportamentos e atitudes da população em geral e da formação dos profissionais de saúde” (Ministério de Saúde, 2004: 3). O número de idosos tem vindo a aumentar de forma gradual e constante. Por este motivo torna-se essencial a existência dos prestadores de cuidados (formais e informais), pois com o avançar da idade surge constantemente o aparecimento de novas patologias e novas limitações. Neste contexto e com estes factores é primordial a interacção família/ Profissionais de saúde (Enfermeiro de Família), os quais interagindo com a família conhecem-na no seu continum de vida (desde o nascimento até à morte). Estes profissinais são Educadores de Saúde dos idosos e dos seus prestadores. Junto da população abrangida pelo Centro de Saúde de S. Mamende Infesta verificou-se a necessidade de intervir ao nível dos prestadores de cuidados, de modo a renovar os conhecimentos sobre os posicionamentos e as transferências. Com a realização das visitas domiciliárias e Educações para a Saúde foi possível transmitir novos conhecimentos de forma a promover a autonomia e a independência do idoso, o máximo de tempo possível, tal como a sua qualidade de vida.
Aging is not a problem, but a natural part of the cycle of life. It is desirable that it constitutes an opportunity to live healthy and independently for as long as possible. This means an integrated action at behaviour and attitude changing level from the population in general and of adequate training of health professionals." (Ministry of Health, 2004:3) The number of elderly people has been gradually and constantly increasing. This is why it becomes essential that there are care providers, both mandatory and voluntary, because as age advances new pathologies and limitations tend to appear more often. In this context and with this data the family - health professional (family nurse) interaction is a key factor. By interacting with the family, the nurse gets to know it in the course of its members lives (from birth to death). These professionals are both health educators and providers for the elderly. In the population covered by the S. Mamede Infesta Health Centre, it is necessary for care providers to intervene so as to recycle general knowledge about positioning and transfering. With house calls, together with health education it was possible to convey new information on how to promote both the independence and autonomy of the elderly, for as long as possible, as well as his/her quality of life
URI: http://hdl.handle.net/10400.14/8456
Aparece nas colecções:R - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations
ICS(P) - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Temporario.pdf9,29 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.