Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.14/8366
Título: Proporção dos diferentes tipos de virus do Papiloma Humano no colo do utero de mulheres infectadas pelo virus da Imunodeficiência Humana
Autor: Bernardino, Margarida Neto de Vilhena
Orientador: Paixão, Maria Teresa d’Avillez
Pista, Ângela Maria Chambel
Data de Defesa: 2011
Resumo: O carcinoma do colo do útero é a segunda neoplasia maligna mais frequente do sexo feminino e é uma doença definidora de SIDA (Síndrome de Imunodeficiência Humana). As mulheres infectadas por VIH (Vírus da Imunodeficiência Humana) são mais susceptíveis à persistência da infecção por HPV (Vírus do Papiloma Humano do inglês Human Papillomavirus), à infecção por múltiplos HPV, à ocorrência de lesões intraepiteliais e carcinomas do colo do útero. A prevalência dos diferentes tipos de HPV em Portugal não é bem conhecida nas mulheres infectadas por VIH. Analisámos 103 colpocitologias de 87 mulheres infectadas por VIH 1 e 2 para alterações colpocitológicas e para a tipificação do HPV. Verificámos que 31% das mulheres estava infectada apenas por um HPV e 33,3% por nenhum HPV. As restantes 35,7% encontravam-se infectadas por mais de um HPV. O HPV 16 foi o mais frequentemente detectado (12,6% dos casos) seguido dos HPV 62 e 58 (10,3% dos casos cada), HPV 51 e 42 (9,2% dos casos cada), e HPV 61 (8% dos casos). Os HPV detectados mais frequentemente variaram consoante a raça das doentes. Na raça caucasiana detectaram-se mais frequentemente o HPV 16, 62, 61, e 66. Na raça negra detectaram-se mais frequentemente os HPV 35, 42, 58, e 70. À raça negra associou-se um maior número de HPV detectados por mulher. À gravidade da lesão colpocitológica associou-se um maior número de HPV detectados. A carga viral média destas doentes foi de 13.077,65 cópias/mL e a média dos linfócitos T CD4 (cluster differentiation) foi de 509,35 células/μL. Não se verificaram associações com significado estatístico entre a carga viral e o tipo ou número de HPV detectados. Para valores de CD4 abaixo de 200 células/μL verificou-se uma associação fraca mas com significado estatístico com os HPV 42, 43, 44 e 82. Nas 77 mulheres com colpocitologias normais em 45 (58,4%) foram detectados HPV. Os resultados deste trabalho poderão contribuir para ajudar a delinear estratégias de rastreio de lesões genitais pelo HPV e futura vacinação nas mulheres infectadas por VIH.
Cervical carcinoma is the second most frequent neoplasia in women and is an AIDS (Acquired Immunodeficiency Syndrome) defining disease. HIV (Human Immunodeficiency Virus) infected women are more susceptible to persistent HPV infection, infection by multiple HPV, and have more frequent intraepithelial lesions and cervical carcinomas. The prevalence of the different types of HPV is not well known in the HIV infected population in Portugal. We analyzed 103 cervical cytologies of 87 women infected with HIV 1 and HIV 2 for cytological abnormalities and HPV genotyping. We observed that 31% of the women were infected with only one HPV and that in 33.3% of the women no HPV was detected. The remaining 35.7% were infected with more than one virus. HPV 16 was the most frequently detected HPV (12.6% of the cases) followed by HPV 62 and 58 (10.3% of the cases each), HPV 51 and 42 (9.2% of the cases each) and HPV 61 (8% of the cases). In the caucasian population the HPV more frequently detected were HPV 16, 62, 61 and 66. In the African population the more frequently detected HPV were HPV 35, 42, 58, and 70. HPV were detected in greater numbers per woman in the African population when compared to the caucasian. The average viral load of the patients was 13,077.65 copies/mL and the average CD4 count was 509.35 cells/μL. No statistically significant associations were found between viral load and HPV. For CD4 counts bellow 200 cells/μL a weak but statistically significant association with HPV 42, 43, 44, and 82 was found. In 45 (58.4%) of the 77 women with a normal cervical cytology there was at least one HPV detected. Our results may contribute to the planning of future HPV screening and vaccination strategies in women infected with HIV.
URI: http://hdl.handle.net/10400.14/8366
Aparece nas colecções:R - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations
ICS(P) - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
tese margarida bernardino.pdf736,37 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.