Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.14/8342
Título: Uso de SPA's e comportamentos sexuais de risco : um estudo qualitativo a partir das trajectórias de vida de jovens raparigas
Autor: Monteiro, Mafalda Maria Dias Sá
Orientador: Matos, Raquel
Carvalho, Maria do Carmo
Palavras-chave: SPA’s
Comportamentos Sexuais de Risco
Grounded Theory
Jovens
Contextos Recreativos
Psychoactive Drugs
Sexual Risk Behaviors
Grounded Theory
Young Females
Recreational Context
Data de Defesa: 2011
Resumo: Este estudo tem como objectivo compreender qual a influência do uso de substâncias psicoactivas (SPA’s) na realização de comportamentos sexuais de risco e na forma como estes se relacionam com o risco. Para isso tivemos que aceder à história pessoal e à experiência sexual das jovens, conhecer as suas crenças sobre o uso de SPA’s, as suas motivações para o consumo em contextos recreativos, assim como os seus comportamentos sexuais de risco e forma como estes são percepcionados pelas jovens. A nossa amostra foi constituída por cinco jovens do género feminino, com idades compreendidas entre os 23 e os 25 anos, e com experiência de uso de SPA’s. Os dados foram recolhidos através de entrevistas semi-estruturadas e analisados considerando os pressupostos da grounded theory. Os resultados obtidos caracterizam a experiência de vida das jovens, o seu desenvolvimento emocional e sexual e o seu estilo de vida. Através deste estudo, conseguimos conhecer as crenças das jovens acerca do uso de substâncias, e compreender quais as motivações que originam os consumos em contextos recreativos. Por fim, foi realizada uma análise compreensiva acerca da relação entre os usos de SPA’s e os comportamentos sexuais de risco referidos pelas jovens, onde foi possível conhecer as suas significações acerca dos mesmos. No entanto, foram ainda encontrados alguns comportamentos que são considerados pelas jovens como factores de risco para a ocorrência de experiências sexuais de risco. Este estudo demonstra que os comportamentos sexuais de risco não ocorrem devido à falta de informação acerca dos riscos sexuais. As jovens consideram ter conhecimento acerca dos riscos a que estão sujeitas, mas nada fazem para os evitar. Desta forma, mais estudos sobre a presente problemática deveriam ser realizados para uma compreensão mais aprofundada e desenvolvimento de estratégias que permitam a diminuição de riscos nas práticas sexuais associadas ao consumo de SPA’s.
URI: http://hdl.handle.net/10400.14/8342
Aparece nas colecções:R - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations
FEP - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Temporario.pdf9,29 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.