Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.14/8339
Título: Serviços de sáude mental para crianças e adolescentes : caracterização e experiência de percurso de acesso
Autor: Pinto, Raquel Filipa Queirós
Orientador: Lima, Vânia Sousa
Data de Defesa: 2011
Resumo: A saúde mental infanto-juvenil é uma temática cuja preocupação está cada vez mais presente na actualidade, constituindo-se o estudo dos serviços prestadores de cuidados um tópico de importância globalmente reconhecida. O presente estudo, de cariz exploratório, tem como objectivo central caracterizar os serviços prestadores de cuidados e o processo inerente à sua prestação, sendo composto por dois estudos distintos: o primeiro estudo, suportado numa conceptualização holística de serviço de saúde mental, tem como objectivo caracterizar os serviços prestadores de cuidados de saúde mental na área metropolitana do Porto, não se restringindo à área da saúde, mas abrangendo outras áreas com funções no âmbito; o segundo estudo, assente no paradigma de investigação ideográfica, tem como objectivo explorar as representações que os encarregados de educação possuem acerca do percurso de acesso aos serviços especializados de saúde mental, enquanto principais agentes do processo. No âmbito do primeiro estudo, a amostra é constituída por instituições que na área metropolitana do Porto prestam cuidados ao nível da saúde mental. A recolha de dados realizou-se através da modalidade de questionário, cujo preenchimento ocorria em formato online. O segundo estudo, orientado para a descoberta, serviu-se da modalidade de entrevista semi-estruturada e através da Grounded Theory procurou explorar as representações que os encarregados de educação têm acerca do percurso de acesso aos serviços especializados. Os nossos resultados evidenciam a pertinência do enquadramento holístico na conceptualização dos serviços de saúde mental, onde a prestação de serviços ocorre com maior prevalência na área da educação. Por outro lado, demonstram que o acesso aos serviços constitui-se, sob a perspectiva dos encarregados de educação, como um processo sistémico, susceptível de ser influenciado por dimensões de ordem vária, designadamente factores internos aos EE, como a falta de informação na área da saúde mental, e factores externos, vindos do sistema familiar, escolar ou médico.
Child and adolescent mental health is a subject with a major concern in the last years, and the providers of services within mental health care are becoming a matter whose importance is globally recognized. This study, inserted in an exploratory research format has a main aim to characterize the providers of services within mental health care and the process related with its provision. In this line, our research has two different studies. The first study, supported in a holistic approach of mental health service aiming to characterize the child and adolescent mental health of services care in the metropolitan area of Oporto city, not restricted for the healthcare, but covering the others areas with relevance in this matter. The second study, based in the ideographic paradigm research, aims to explore the representations that parents of children and adolescent have of the pathways of access to the mental health services, as a key agents in the process. In the first study the sample included institutions with services provisions in the mental health care. The data collection was conducted through a questionnaire, in online format. The second study carried out through the semi-structured interview and the Grounded Theory aiming explores the representations of the parents about the pathways to the mental health services. Our results show the relevance of holistic approach in the conceptualization of mental health services, reveal that the services providers for the education area is more prevalent. In the second study line, our results show that the pathways to mental health services, in the parents perspectives, is a systemic process, where various kinds of dimensions has influence, as internal factors of the parents, as the lack of information on mental health, and external factors, coming from de familiar, school, and medical systems.
URI: http://hdl.handle.net/10400.14/8339
Aparece nas colecções:R - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations
FEP - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Temporario.pdf9,29 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.