Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.14/8302
Título: Masculinidade e crime : género em trajectórias de vida dos reclusos
Autor: Carreira, Inês Sofia Monteiro de Sousa
Orientador: Matos, Raquel
Palavras-chave: Masculinidade
Crime
Género
Trajectória de Vida
Masculinity
Gender
Life Path
Data de Defesa: 2011
Resumo: Neste trabalho pretende-se estudar a relação entre género e crime através de uma perspectiva masculina, recorrendo a discursos de reclusos. A dissertação tem como objectivo compreender a forma como o género surge nas trajectórias de vida dos reclusos e como se relaciona com o crime. Neste sentido, olhamos em particular para o modo como os reclusos dão significado ao crime e à reclusão nos seus percursos de vida e como estes significados contribuem para o processo de construção da sua identidade. A nível teórico exploram-se dois grandes temas, as questões de género na compreensão do crime e a relação entre masculinidade e crime. A utilização de metodologias qualitativas permite uma abordagem aos discursos que os reclusos constroem sobre os seus percursos de vida e sobre as significações do crime nesses percursos. Os dados foram recolhidos através da realização de entrevistas qualitativas a sete reclusos, a partir de uma versão adaptada do guião de entrevista “Construção narrativa de histórias de vida”, proposto por McAdams (2000). Posteriormente, as entrevistas foram analisadas sob os princípios da Grounded Analysis, com recurso ao programa informático NViVo8. Com este trabalho compreende-se que nos discursos de reclusos, há referências directas a questões de masculinidade. Adicionalmente, há referências que, embora não declaradamente, estão associadas aos homens e que traduzem uma visão estereotipada de género. Identificam-se contextos que são, mais ou menos, associados ao desvio. Há ainda, diferenças no modo como os discursos são construídos relativamente a cada fase, nomeadamente, infância, adolescência e idade adulta.
In this work one intends to study the relationship between gender and crime through a male perspective, using prisoners’ discourses. This dissertation aims to understand how gender influences prisoners’ life trajectories and how it relates to crime. With this purpose, one focus in how the recluses give meaning to the crime and imprisonment in their lives, as well as, how these meanings contribute to the process of building their identity. At a theoretical level, one explores two major topics, which are gender issues in understanding crime and the relationship between masculinity and crime. The use of qualitative methods allows, first of all, an approach to the speeches that prisoners build on their paths of life and, secondly, the meaning of crime in these pathways. Data was collected by conducting qualitative interviews with seven prisoners from an adapted version of the interview guide “The life-story interview” proposed by McAdams (2000). Subsequently, interviews were analysed under the Grounded Analysis principles, using the NViVo8 software. Based on this work, from one point of view, one understands that in the discourse of prisoners, there are direct references to masculinity issues. Moreover, there are reports, though not declaredly, associated to men that reflected a gender stereotype. In fact, one realizes the existence of contexts that are, more or less, related to deviation. There are also differences in how discourses are constructed for each stage of life, namely, childhood, adolescence and adulthood.
URI: http://hdl.handle.net/10400.14/8302
Aparece nas colecções:R - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations
FEP - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Temporario.pdf9,29 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.