Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.14/7922
Título: O Homem, realidade dinâmica em Pedro Laín Entralgo
Autor: Eusébio, Paulo Sérgio Carvalho
Orientador: Dinis, Alfredo Oliveira
Data de Defesa: 2011
Resumo: A proposta antropo-filosófica de Laín Entralgo pretende elaborar uma ideia ou visão íntegra e integradora do ser humano. Porque o dualismo antropológico e o materialismo fisicalista não o satisfazem, procura dar razão da realidade dinâmica da estrutura substantiva humana na sua unidade e totalidade, a partir de um modelo antropológico que aglutine as descobertas actuais das ciências naturais (cosmologia, biologia, psicologia neuropsicologia, paleontologia, etologia) com a metafísica do seu estruturismo dinamicista. Pretende com isso decifrar o enigma da realidade e da conduta humanas, o seu «que» que se desdobra num «como», num «quem» e num «para», investigando a realidade una e total do ser humano naquilo que ele tem de mais visível e tangível: o seu corpo. A realidade dinâmica da estrutura do Todo cósmico produziu filogenética e ontogeneticamente o homem, realidade dinâmica. Através do dinamismo cósmico particular da suidade, o corpo humano, na sua evolução, estrutura-se dinamicamente em matéria consciente que sente, pensa e quer. Dinamicamente produzido e estruturalmente constituído, a realidade psico-orgânica humana, oferece à observação imediata dois aspectos complementares que apenas se distinguem metodologicamente: o corpo e a consciência. Por sê-lo, a sua realidade ontológica e a sua conduta devem ser entendidas como estrutura dinâmica na sua unidade e totalidade simultaneamente física e metafísica, isto é, na sua unidade descritiva ou fenomenológica, explicativa ou científica e compreensiva ou filosófica. Todavia, a realidade una e total da estrutura humana desagua gnoseologicamente num enigma indecifrável somente cognoscível por aproximação assimptótica. O que é o corpo íntimo? Pergunta que obriga a uma resposta, simultaneamente, cósmica, dinamicista, estruturista e evolutiva e à qual pretendemos não só dar razão do seu alcance antropológico como também, a partir da ideia de corpo íntimo, dar razão da sua dignidade ontológica e biológica e ainda do seu dinamismo meta-histórico.
The antropho-philosophical proposal of Laín Entralgo aims to elaborate a whole and integrated idea or vision of the human being. As the author isn’t satisfied with either anthropological dualism or the physicalistic materialism, he tries to substantiate the dynamic reality of the substantive human structure in its unity and totality from an anthropological pattern that agglutinates the current discoveries of natural sciences (cosmology, biology, psychology, neuropsychology, paleontology, ethology) with the metaphysics of the dynamicist structurism. In this way he intends to decode the enigma of human reality and behavior , its “what” that unfolds in a “how”, in a “who” and in a “for”, investigating the single and total reality of the human being in his most visible and tangible dimension: his body. The dynamic reality of the cosmic Whole structure has generated both phylogenetically and ontogenetically human being as a dynamic reality. Through the particular cosmic dynamism of «suidad», the human body, in its evolution, structures itself in a conscious matter that feels thinks and wants. Dynamically produced and structurally constituted, the psycho-organic human reality offers to immediate observation two complementary aspects that are distinguishable only methodologically: body and consciousness. As a result, its ontological reality and behavior must be understood as a dynamic structure in its unity and totality, simultaneously physical and metaphysical, i.e. in its descriptive or phenomenological, explanatory or scientific and comprehensive or philosophical unity. But the single and total reality of the human structure flows epistemologically in an indecipherable enigma,that can only be cognizable through asymptotic approach. What is the human body? This question waits for an answer, simultaneously cosmic, dynamicist, structuristic and evolutionary. We intend, in this work, not only to substantiate its anthropological scope of the question, but also, from the idea of intimate body, to substantiate its ontological and biological dignity as well as its metahistorical dynamism.
URI: http://hdl.handle.net/10400.14/7922
Aparece nas colecções:R - Teses de Doutoramento / Doctoral Theses
FF - Teses de Doutoramento / Doctoral Theses

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
TESEDOUTORAL_PAULO_EUSÉBIO_2011.pdf2,04 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.