Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.14/7504
Título: Estudo in silico de mecanismos moleculares da coagulação / fibrinólise envolvidos no processo de cicatrização na diabetes Mellitus tipo 2 - implicações na saúde oral
Autor: Amaral, Diana Isabel
Orientador: Barros, Marlene
Palavras-chave: Diabetes mellitus tipo 2
Proteoma Salivar
Bioinformática
Coagulação sanguinea
Fibrinólise
SERPINA1
A2M
Data de Defesa: 10-Out-2011
Resumo: Com o desenvolvimento da investigação biomédica e de novas metodologias da Proteómica, foi possível identificar a totalidade de proteínas presentes em células individuais, tecidos e órgãos e relacionar com algumas patologias as alterações destas proteínas nomeadamente a sua presença, ausência, modificações pós-tradução ou quantidade expressa. Para analisar o elevado número de proteínas identificadas em proteomas é necessário recorrer à utilização de ferramentas bioinformáticas para que seja possível integrar a informação obtida e comparar com a informação disponível em diferentes bases de dados. As abordagens referidas são hoje um contributo decisivo para o esclarecimento de mecanismos moleculares e fisiopatológicos. A Diabetes mellitus tipo 2 (DMT2), por ser uma patologia de etiologia multifactorial prevalente e com implicações relevantes na cavidade oral, principalmente pela dificuldade acrescida de cicatrização, constitui-se como um bom modelo de estudo para a aplicação da Bioinformática Médica à Medicina Dentária. O presente trabalho é dedicado à análise dos proteoma salivar resultante da DMT2 no sentido de verificar a presença, na saliva, de proteínas alteradas envolvidas na coagulação sanguínea e fibrinólise, dois acontecimentos celulares determinantes para o processo de cicatrização o qual se encontra comprometido no paciente diabético. Esta análise do proteoma salivar é particularmente relevante pois, actualmente, não existem estudos publicados referentes à participação de proteínas da saliva que justifiquem a hipercoagulação e hipofibrinólise que ocorre na DMT2. O estudo do proteoma salivar da DMT2 permitiu a identificação de dois inibidores importantes de proteases serínicas, alfa-1-antitripsina (SERPINA1) e alfa-2-macroglobulina (A2M), que se encontram alterados na saliva do paciente diabético. Como estes inibidores desempenham um papel regulador decisivo na coagulação/fibrinólise e estando ambos presentes mas em quantidades alteradas, poderão constituir uma das principais causas para a dificuldade de cicatrização. A presença na saliva de proteínas envolvidas na coagulação/fibrinólise mostra que este fluído biológico pode constituir um possível meio auxiliar para o diagnóstico da patologia. Os resultados obtidos provam o potencial dos estudos in silico permitindo, a partir da análise do proteoma salivar, estabelecer novos alvos para futuros estudos experimentais e identificação de potenciais biomarcadores salivares, visando a intervenção terapêutica, clínica ou de diagnóstico da DMT2.
URI: http://hdl.handle.net/10400.14/7504
Aparece nas colecções:DCSV - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations
R - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Monografia-Diana Amaral.pdf1,73 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.