Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.14/4524
Título: O pensamento missionário do padre Joaquim Alves Correia (1886-1951)
Autor: Martins, Maria Odete Soares
Palavras-chave: Joaquim Alves Correia
Missionação
Século XX
Data: 2008
Editora: Centro de Estudos de História Religiosa - Universidade Católica Portuguesa
Citação: MARTINS, Maria Odete Soares – O pensamento missionário do padre Joaquim Alves Correia (1886-1951). Lusitania Sacra. Lisboa. ISSN 0076-1508. 2ª S. 19-20 (2007-2008) 289-306
Resumo: O Padre Joaquim Alves Correia foi uma figura marcante na sociedade portuguesa da primeira metade do século XX, sendo uma referência dos primórdios da dissidência católica em relação ao Estado Novo. Pela sua participação na vida social da época, pelas várias funções que desempenhou e pelo cariz da obra que publicou, assumiu-se um defensor da liberdade religiosa e dos direitos humanos, e um democrata. As suas relações com o Estado Novo foram bastante tensas, tendo sido forçado ao exílio em 1946. O seu trabalho como missionário na Nigéria – Nigéria do Sul que havia sido entregue aos Padres Espiritanos – foi inovador, não só pela forma como foi estabelecida a relação com os povos africanos, como também pela metodologia usada para missionar. Sublinhou sempre a importância, para os portugueses e para os católicos, das missões em África e da formação de sacerdotes missionários, de espírito novo, capazes de concorrerem com as missões estrangeiras, vistas como tendo uma acção desnacionalizadora.
Father Joaquim Alves Correia played an important role in the Portuguese society of the first half of the 20th century, becoming a major reference of the beginning of the catholic dissidence from the “Estado Novo” regime. For his involvement in the social life of his epoch, for the charges he took and for the nature of his publications, he assumed himself as a defender of religious freedom and human rights, and a democrat. His relations with “Estado Novo” were quite tense, forcing him to exile in 1946. His work as a missionary in Nigeria – South Nigeria, evangelized by the Spirit Priests – was pioneer, due not only to the way how he approached the African people, but also to the methodology he used to mission. He always made clear the importance, for the Portuguese and for the Catholics, of the African missions and the formation of missionary priest, with a new spirit, able to rival with foreign missions, seen as responsible for a unnationalizing action.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.14/4524
ISSN: 0076-1508
Aparece nas colecções:RLS - Tomo 019-020 (2007-2008)

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
LS_S2_19-20_MariaOSMartins.pdf150,34 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.