Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.14/4400
Título: Cultura e ideias do liberalismo
Autor: Castro, Zília Osório de
Palavras-chave: Cultura
Liberalismo
Data: 2000
Editora: Centro de Estudos de História Religiosa - Universidade Católica Portuguesa
Citação: CASTRO, Zília Osório de – Cultura e ideias do liberalismo . Lusitania Sacra. Lisboa. ISSN 0076-1508. 2ª S. 12 (2000) 17-35
Resumo: A emergência do liberalismo enquanto regime político pode considerar-se o ponto culminante de um longo processo cultural, marcado pela complexidade decorrente em grande parte da diversidade de facetas que o caracterizam. Sendo a ideia de liberdade a ideia fulcral, entendida no sentido de ser livre como no de libertação, implicava simultaneamente a situação do indivíduo e da sociedade face ao poder. Implicava igualmente a reflexão do modelo aristotélico veiculado pela Igreja Católica e comummente aceite e a sua substituição pelo modelo jus-naturalista e, consequentemente, a substituição da mundivivência teológica laica no entendimento do homem, do mundo e da vida. E significava por fim a valorização da temporalidade como o tempo próprio do ser e da vida humana e, daí do lugar onde ambos se projectam. O presente texto pretende apresentar traços das incidências destas mutações, desde o momento de ruptura representado pelos teóricos da Escola Alemã de Direito Natural até ao contributo de Krauser e seus discípulos.
The emergency of the liberalism as a political regime could be considered the end of a long cultural process, marked by the complex diversity of the liberalism features. Being the idea of freedom the main idea, understood in the sense of being free and of liberation, it implied simultaneously the situation of both individual and society facing power. It implied also the aristotelic model reflexion transmitted by the Catholic Church and commonly accepted and their replacement by the jus-naturalist model and consequently the substitution of the lay theological understanding of man, world and life. And at last meant the valorization of temporality as the proper time of the being and the human life from where they were placed. This text aims to present features of these mutations from the rupture represented by the German School of Natural Law scholars, until the contribution of Krauser and his disciples.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.14/4400
ISSN: 0076-1508
Aparece nas colecções:RLS - Tomo 012 (2000)

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
LS_S2_12_ZiliaOCastro.pdf128,44 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.