Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.14/22856
Título: A cultura geracional nas organizações : comunicação interna, motivação e compromisso : estudo de caso : Sheraton Lisboa Hotel&SPA
Autor: Franca, Rita Maria Estrada Nunes da
Orientador: Brandão, Nuno Goulart
Palavras-chave: Gerações
Cultura
Comunicação Interna
Motivação
Compromisso
Identidade organizacional
Generations
Culture
Internal Communication
Motivation
Commitment
Organizational Identity
Data de Defesa: 4-Jul-2017
Resumo: Grande parte das organizações atravessam o desafio diário de gerir diferentes maneiras de ver, de ser e de estar no mundo, não só a nível profissional mas também a nível pessoal. As gerações são hoje uma realidade que não se limita à existência de duas ou três gerações, mas sim a uma verdadeira convivência geracional, verificando-se em muitas empresas intervalos geracionais até cinco anos. Em tempos de mudança, torna-se premente garantir a constante atualização das diferentes gerações através de um acompanhamento personalizado, bem como uma convivência inter-geracional promotora de uma aprendizagem mútua. Grande parte do sucesso da gestão de pessoas está na forma como os colaboradores se sentem motivados e comprometidos com a organização, sendo fundamental o papel que a comunicação interna assume neste processo. Perante a existência de várias gerações, a forma de comunicar multiplica-se por tantas vezes quantas as gerações existentes, pelo que é essencial fazer com que esta realidade não seja vista como um problema, mas sim como uma oportunidade de crescimento e vantagem competitiva, à qual o Sheraton Lisboa Hotel & Spa não é alheio. Falar da cultura organizacional do Sheraton Lisboa Hotel&Spa implica necessariamente considerar as cinco gerações que dele fazem parte, desde os tradicionalistas com mais de 40 anos de casa, aos recém-chegados “digital natives” que como o próprio nome indica já só vivem através de uma comunicação digital. Neste contexto, onde predomina uma elevada média de idade e antiguidade, são partilhados determinados valores, crenças, hábitos e comportamentos característicos de cada geração que tornam única a identidade geracional vivida no Sheraton Lisboa Hotel&Spa. Nesta dissertação foi possível concluir que todas as gerações valorizam a comunicação interna como essencial para o seu bom funcionamento, bem como para a motivação e compromisso dos colaboradores. Apesar do cepticismo das gerações mais experientes, e da ânsia de aprender das gerações mais novas, existe uma consciencialização por parte de todas as gerações de que a convivência geracional é uma realidade, e mais que isso uma vantagem desta organização.
Most organizations face the daily challenge of managing different ways of seeing and being in the world, not only professionally but also on a personal level. Generations are today a reality that is not limited to the existence of two or three generations, but to a true generational coexistence, that means in many companies intervals up to five years. In times of change, it is imperative to guarantee the constant updating of the different generations through a personalized accompaniment, as well as an intergenerational coexistence that promotes mutual learning. Much of the success of people management is in how employees feel motivated and committed to the organization, and the role that internal communication plays in this process is fundamental. With the existence of several generations, the way of communicating multiplies as often as the existing generations, so it is essential to make this reality not seen as a problem, but as an opportunity for growth and competitive advantage, in which Sheraton Lisboa Hotel & Spa is includeed. Talk about the organizational culture of the Sheraton Lisboa Hotel & Spa necessarily involves considering the five generations that belong to it, from the traditionalists with more than 40 years of home, to the new arrivals "digital natives" that as its name indicates already live only through a digital communication. In this context, where there is an high average age and the seniority predominate, certain values, beliefs, habits and behaviors of each generation are shared which make unique the generational identity lived in the Sheraton Lisboa Hotel & Spa. In this dissertation it was possible to conclude that all the generations value the internal communication as essential for its good functioning, as well as for the motivation and commitment of the associates. Despite the skepticism of the more experienced generations, and the eagerness to learn from the younger generations, there is a generational awareness that generational coexistence is a reality and more than an advantage of this organization.
URI: http://hdl.handle.net/10400.14/22856
Aparece nas colecções:FCH - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations
R - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
RITA FRANCA - Dissertação.pdf.pdf2,42 MBAdobe PDFVer/Abrir    Acesso Restrito. Solicitar cópia ao autor!


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.