Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.14/22038
Título: A perceção do cuidador informal sobre o papel do psicólogo na demência
Autor: Capela, Mariana da Cunha Neves
Orientador: Fonseca, António
Palavras-chave: Envelhecimento
Demência
Cuidadores informais
Papel do psicólogo
The ageing
Dementia
Informal caregivers
Role of the psychologist
Data de Defesa: 8-Fev-2017
Resumo: A demência é uma doença degenerativa e progressiva caracterizada pelo desenvolvimento de défices cognitivos múltiplos, levando o idoso à dependência. O estudo que se segue, de natureza qualitativa, tem como objetivo geral avaliar a perspetiva dos cuidadores informais sobre o papel do psicólogo no acompanhamento de pessoas que sofrem de demência. A amostra foi constituída por dez familiares que cuidam de sujeitos com demência, nomeadamente cônjuges e filhos destes sujeitos. Para o processo de recolha de dados foram realizadas entrevistas, através de um guião construído para o efeito. Os principais resultados obtidos sugerem que a perspetiva dos cuidadores informais sobre o papel do psicólogo vai de encontro aquilo que eles esperam deste, ou seja, apoio psicológico, homeostasia, informação que ajude na vivência diária com o sujeito e restruturação cognitiva por forma a alterar comportamentos e atitudes não adaptativos. Relativamente às características do psicólogo como profissional, referem que este deverá ser experiente, empático, ter escuta ativa, ser afetivo e características inatas para desempenho da profissão. Em relação ao acompanhamento apontam a necessidade de se focar essencialmente no cuidador informal. No entanto, parece que este profissional deverá percorrer um longo caminho para se afirmar, pois ainda existem algumas questões não esclarecidas sobre a sua função e nas quais este poderá intervir. De facto, o reconhecimento da importância do psicólogo no exercício das suas funções deverá ser melhor clarificada para que se afirme nos variadíssimos contextos e muito concretamente no que se refere ao envelhecimento da população que parece ser uma realidade constatada evidenciando-se a um ritmo acelerado.
Dementia is a degenerative disease, characterized by development of multiple cognitive deficits, leading the elderly to addiction. The following study, of qualitative nature, has as general aim to evaluate the perspective of informal caregivers about the psychologist’s role in caring for people suffering from dementia. The sample consisted of ten relatives, informal caregivers, namely wives or husbands, daughters or sons of these people suffering from dementia. For the data collection process, the interviews were conducted following a script, especially prepared for this purpose. The main results obtained, suggest that the informal caregivers’ perspective about the psychologist’s role is consistent with what they expect from him/her, that is, the psychological support, homeostasis, information that helps in daily living with the elderly and cognitive restructuring, in order to change behaviors and maladaptive attitudes. Furthermore, they report that he/she must have special characteristics. He/she must be someone experienced in this field, empathic, an active and affective listening person and simultaneously, someone with innate characteristics for the good performance of the job. In relation to taking care of people suffering from dementia, they point to the need to focus essentially on the informal caregivers. Nevertheless, it seems that psychologists have yet to go a long way, in order to state themselves as professionals. It is understood that many questions concerning psychologists’ role in assessment and intervention have not been clarified. As a matter of fact, recognition of the importance of the psychologist in the performance of his/her duties should be further clarified in order to assert him/herself in the most varied contexts, and in particular with regard to the aging of the population, which seems to be a reality evidenced at an accelerated pace.
URI: http://hdl.handle.net/10400.14/22038
Aparece nas colecções:FEP - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations
R - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Universidade Católica Portuguesa-REVISTO.pdf372,28 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.