Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.14/21856
Título: Mirnas salivares como biomarcadores da diabetes mellitus tipo II (DMTH)
Autor: Martins, Alexandra
Orientador: Correia, Maria José
Santos, Luis Silva
Palavras-chave: miRNAs
Diabetes Melitos Tipo II
Saliva
miRNAs
Diabetes Mellitus Type II
Saliva
Data de Defesa: 9-Dez-2016
Resumo: Objetivo: Estudar o potencial dos miRNAs salivares como biomarcadores da T2DM, pela revisão sistemática da evidência disponível sobre alterações de expressão de miRNAs associadas a T2DM e identificar, os miRNAs que, por terem expressão alterada em T2DM e terem já sido detetados na saliva são candidatos promissores à utilização como biomarcadores salivares da T2DM. Materiais e Métodos: Pesquisa sistemática nas bases de dados PubMed e Web of Science para identificação de estudos em que os miRNAs tenham sido quantificados em pacientes com T2DM e construção de uma base de dados com a anotação dos resultados desses artigos. Análise estatística dos resultados globais para verificar quais os miRNAs que podem configurar biomarcadores T2DM. Verificar dos miRNAs identificados se alguns já foram identificados em fluidos orais e/ou quais os que podem ser encontrados nestes fluidos. Resultados: Foram encontrados 776 artigos não duplicados que referem miRNAs como biomarcadores para T2DM, dos quais foram selecionados 115 sendo apenas 31 incluídos nos resultados, pois preenchem os critérios de inclusão definidos. Da análise desses artigos, verificou-se que 53 miRNAs foram encontrados como estando alterados em amostras de pacientes diabéticos vs. amostras de pacientes com tolerância normal à glicose, 17 estão alterados quando se comparam pacientes com tolerância alterada à glicose (pré-diabéticos) vs. pacientes com tolerância normal à glicose e 13 estão alterados quando se comparam pacientes diabéticos vs. pacientes com tolerância alterada à glicose (pré-diabéticos). Entre estes três grupos de comparações há 49 miRNAs que propomos como potenciais biomarcadores da DMT2. Destes encontram-se na saliva 41 miRNAs, dos quais os melhores candidatos a biomarcadores são: miRNA 125b; miRNA 519c-3p; miRNA 519d-3p; miRNA 802; miRNA 486-5p; miRNA 136- 5p, miRNA 369-3p, miRNA 411-5p, miRNA 487a-3p, miRNA 487b-3p, miRNA 655- 3p, miRNA 656-3p, miRNA 432-5p, miRNA 593-3p e miRNA 128, porque apresentam expressão consistentemente alterada em pacientes com DMT2. Conclusão: De momento, não há consenso sobre miRNAs específicos para a Diabetes Mellitus Tipo II. Contudo, a análise bioinformática realizada permite propor um conjunto de miRNAs que devem ser averiguados como potenciais biomarcadores de DMT2
Objectives: Study the potential of miRNAs salivary as biomarkers of T2DM, by the systematic review of the evidence available on changes in the expression of miRNA associated with T2DM and identify the miRNAs which have their expression altered in T2DM and have been detected in saliva, making them promising candidates to be used as salivary biomarkers in T2DM. Methods: Systematic search in PubMed and Web of Science databases to identify studies where miRNAs have been quantified in patients with T2DM and to build a database with the annotation of the results of these articles. Statistical analysis of the global results to determine which miRNAs can become T2DM biomarkers. Check if some of the identified miRNAs have been identified in oral fluids and / or which can be found in these fluids. Results: Were found 776 unduplicated articles mentioning miRNAs as biomarkers for T2DM, of which 115 were selected but only 31 included in the results because they fulfilled the inclusion criteria. From the analysis of these articles, 53 miRNAs were found to be altered in samples from diabetics vs. samples from patients with normal glucose tolerance, 17 are changed when comparing patients with altered glucose tolerance (prediabetes) vs. patients with normal glucose tolerance and 13 are altered when comparing diabetics vs. patients with altered glucose tolerance (prediabetes). Among these three group comparisons, 49 miRNAs that we propose as potential biomarkers of T2DM exist. These 41 are in saliva, of which the best’s potentials biomarkers are miRNA 125b; miRNA 519c-3p; miRNA 519d-3p; miRNA 802; miRNA 486-5p; miRNA 136-5p, miRNA 369-3p, miRNA 411-5p, miRNA 487a-3p, miRNA 487b-3p, miRNA 655-3p, miRNA 656-3p, miRNA 432-5p, miRNA 593-3p and miRNA 128, because they are involved in several pathophysiological processes of T2DM. Conclusion: At the moment, there is no consensus about having exclusive miRNAs for Diabetes Mellitus Type II. However, the bioinformatics analysis done in this work allows the proposal of a group of miRNAs that should be investigated as potential biomarkers of T2DM
URI: http://hdl.handle.net/10400.14/21856
Aparece nas colecções:ICS(V) - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations
R - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Mirnas salivares como biomarcadores da diabetes mellitus tipo II.pdf1,03 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.