Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.14/21492
Título: Within couple neurophysiological concordance in naturalistic context : do we need to be concordant to empathize?
Autor: Moreno, Ana Filipa Neves Valente Geraldes
Orientador: Silva, Patrícia Oliveira
Palavras-chave: Psychophysiological Linkage
Dyadic Empathy
Heart rate
Skin Conductance Level
Dyadic Interaction Task
Linkage Psicofisiológico (PL)
Empatia Diádica
Frequência Cardíaca
Nível de Condutância da Pele
Tarefa de Interação Diádica
Data de Defesa: 19-Set-2016
Resumo: Recently, it has been studied how the autonomic nervous system reflects socioemotional aspects, being interpersonal interactions one of the richest sources of spontaneous emotional response. Consequently, the psychophysiological linkage (PL) has grown in interest and relevance in research and literature, as it is an important indicator of psychoemotional phenomena, such as empathy. The aim of this study is to understand whether there is an association between PL and empathy perceived by each member of the romantic dyad, and if this association varies with emotional valence in an interaction task. In this study, participants (N=24) completed a self-report instrument about perceived empathy regarding their partner, and participated in a dyadic interaction task, in which they explored negative and positive aspects of their partner or relationship. During this task, psychophysiological data was also collected in order to estimate the psychophysiological concordance of the dyad. We found association between PL and dyadic empathy, and we also found differences in PL for both conditions depending on the emotional valence of the interaction, particularly considering skin conductance level. Our results are congruous with the literature and research, suggesting that our physiological responses reflect our emotional and cognitive responses to the context, and thus reflect several socioemotional constructs such as empathy.
Recentemente, tem sido estudado como é que sistema nervoso autónomo reflete aspetos psicoemocionais, sendo que as interações interpessoais se assumem como uma das fontes mais ricas da resposta emocional espontânea. Consequentemente, o interesse pelo linkage psicofisiológico (PL) tem crescido na investigação e literatura, sendo um importante indicador de fenómenos psicoemocionais, como a empatia. O objetivo do presente estudo foca-se em perceber se existe associação entre PL e empatia percebida por cada um dos membros da díade romântica, bem como, perceber se esta relação varia consoante a valência da tarefa de interação. Os participantes deste estudo (N=24) preencheram um questionário de autorrelato sobre a empatia percebida em relação ao parceiro, e realizaram uma tarefa de interação diádica, na qual exploraram aspetos negativos e positivos sobre o parceiro ou relação. Durante a tarefa foram continuamente recolhidos os dados fisiológicos de interesse por forma a estimar o PL da díade. Neste estudo, encontramos associação entre PL e empatia diádica e verificamos diferenças significativas na PL consoante a valência emocional da interação diádica, particularmente tendo em consideração a atividade eletrodérmica. Os nossos resultados vão de encontro à literatura e investigação levada a cabo até à data, sugerindo que o processamento cognitivoemocional do contexto e vários construtos socioemocionais tais como a empatia, se podem refletir a nível das nossas reações fisiológicas.
URI: http://hdl.handle.net/10400.14/21492
Aparece nas colecções:FEP - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations
R - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
PD_final_ana moreno.pdf1,17 MBAdobe PDFVer/Abrir    Acesso Restrito. Solicitar cópia ao autor!


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.