Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.14/18900
Título: Imagem-relicário de Santo Aurélio mártir pertencente à Sé Catedral do Porto : estudo e conservação integrada das relíquias
Autor: Palmeirão, Joana do Carmo
Orientador: Vieira, Eduarda
Costa, Patrícia Moreira da
Monteiro, Paula
Palavras-chave: Santo Aurélio mártir
Imagem-relicário
Têxteis históricos
Esqueleto
Armação metálica
Conservação curativa e preventiva
Data de Defesa: 16-Nov-2015
Resumo: Peça exemplar do culto das relíquias em Portugal, a imagem-relicário de Santo Aurélio mártir é uma das duas imagens setecentistas pertencentes ao Património religioso da Sé Catedral do Porto. Composta por uma ampla gama de materiais – osso, têxteis, metal, papel, vidro e madeira –, trata-se de uma obra complexa a nível material, técnico, estrutural e decorativo. Os principais objetivos da investigação foram o estudo técnico, material e decorativo da imagem que visou o conhecimento aprofundado dos têxteis históricos e dos elementos metálicos que paramentam a imagem; a identificação das cargas, aglutinantes, pigmentos e do material lenhoso; a análise osteológica do esqueleto, assim como a compreensão da técnica de montagem dos ossos e da imagem. Para esse fim recorremos a diferentes métodos de exame e análise, entre eles: a microscopia ótica (MO); os testes histoquímicos e microquímicos; a radiografia; a espectrometria de fluorescência de raios-X dispersiva de energia portátil (EDXRF); a microscopia eletrónica de varrimento com espectrómetro de raios-X dispersivo de energia (SEM-EDX) e a microespectroscopia de infravermelho com transformada de Fourier (μS-FTIR). O conhecimento técnico-material da imagem-relicário, bem como do seu estado de conservação foram fundamentais para a tomada de decisão de estratégias conservativas e para a adoção de medidas preventivas com vista à sua exposição permanente na Sé Catedral. Devido à singularidade da peça e sua natureza material, a imagem e respetiva urna foram submetidas a tratamentos de desinfestação e desinfeção. Estes seguiram-se à recolha de amostras para o isolamento, caracterização e identificação de micro-organismos, entre os quais foram identificados quarenta e nove colónias de bactérias / leveduras aeróbias, três estirpes de bactérias anaeróbias facultativas e três estirpes fúngicas do género Penicillium. A indumentária, caracteristicamente barroca é constituída por vinte e sete elementos têxteis em fibras de seda e linho, lâminas e fios metálicos em latão, cobre prateado e dourado, prata e prata dourada. O esqueleto no interior está incompleto e a disposição de alguns ossos não respeita a anatomia humana. A pose da relíquia, assim como a tridimensionalidade da imagem e a volumetria das vestes são mantidas através de uma armação metálica interna. A execução pictórica do rosto é simples e pouco convencional. A escassez de estudos de conservação e restauro de obras congéneres, nacionais e estrangeiros, tornam esta investigação pioneira, a qual poderá servir de exemplo na elaboração de metodologias que visem o estudo e a conservação de imagens-relicário semelhantes, já detetadas no Ocidente católico.
URI: http://hdl.handle.net/10400.14/18900
Aparece nas colecções:EA - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations
R - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Joana Palmeirão_Dissertação2015.pdf10,77 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.