Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.14/18775
Título: Hábitos, conhecimentos e atitudes de saúde oral dos estudantes da Escola Secundária Alves Martins
Autor: Dias, João Pedro de Sousa Saraiva
Orientador: Veiga, Nélio
Figueiredo, Andreia
Palavras-chave: adolescentes
atitudes
conhecimentos
hábitos
saúde oral
adolescents
attitudes
habits
knowledge
oral health
Data de Defesa: 29-Jul-2015
Resumo: Introdução: A elevada prevalência de doenças orais, como a cárie dentária e as doenças periodontais, constituem um dos principais problemas de saúde pública entre os adolescentes. Assim, a promoção da saúde oral (SO) é fundamental na melhoria dos conhecimentos, transformação de atitudes e comportamentos de SO. Objectivos: Caracterizar os hábitos, conhecimentos e atitudes de SO e verificar a influência dos fatores sociodemográficos, comportamentos de risco e de vigilância de SO nos hábitos, conhecimentos e atitudes de SO dos adolescentes. Material e Métodos: Estudo transversal realizado em 223 estudantes que frequentavam o 10º, 11º e 12º ano da Escola Secundária Alves Martins de Viseu. A recolha de dados foi efetuada com um questionário autoaplicado que integrava vários instrumentos que permitiram avaliar as características sociodemográficas, os comportamentos de risco, os hábitos de SO, a vigilância de SO e os hábitos, conhecimentos e atitudes de SO dos adolescentes. Resultados: Os estudantes revelaram hábitos, conhecimentos e atitudes de SO positivos, obtendo percentagens superiores a 70% em todas as dimensões à exceção do medo dentário (sem medo com 44,8%). O índice de CPOD foi 1,35 ± 1,96, com uma prevalência de “muito baixo nível de cárie dentária” de 67,3% e “elevado/muito elevado nível de cárie dentária” de 8,0%. Foram os estudantes do sexo feminino, com 18-19 anos, e os que consultaram o médico dentista que apresentaram melhores hábitos, conhecimentos e atitudes de SO. Todavia, não se confirmou a associação entre os hábitos, conhecimentos e atitudes de SO dos adolescentes com a área de residência, ano escolar, habilitações literárias dos pais, comportamentos de risco e motivo da consulta médico-dentária. Conclusão: Os estudantes demonstraram bons hábitos, conhecimentos e atitudes de SO, contudo é fundamental desenvolver melhores e mais eficientes abordagens futuras de prevenção de doenças orais.
Introduction: The high prevalence of oral diseases like dental caries and periodontal diseases is considered a major public health issue among adolescents. Therefore, the promotion of oral health is essential in the improvement of the knowledge, attitudes and oral health behaviors. Objectives: To characterize the habits, knowledge and oral health attitudes and verify the influence of various demographic factors, risk behaviors and oral health monitoring in the habits, knowledge and attitudes to oral health of adolescents. Methods: A cross-sectional epidemiological study was designed with 223 students who attended the 10th, 11th and 12th grade of Alves Martins secondary school in Viseu, Portugal. The data collection was performed through a selfadministered questionnaire which included several instruments that allowed the assessment of sociodemographic characteristics, risk behaviors, oral health habits, surveillance of oral health and habits, knowledge and attitudes of oral health in adolescents. Results: The students revealed positive habits, knowledge and oral health attitudes and obtained prevalences higher than 70% in all dimensions except for dental fear (no fear with 44.8%). The DMFT index was 1.35 ± 1.96, with a prevalence of very low presence of dental caries of 67.3% and only 8.0% were classified high / very high. The female students, with 18-19 years and those who frequently consulted the dentist presented better habits, knowledge and attitudes of oral health. However, no association was found between the habits, knowledge and attitudes of oral health with the adolescents´ residential area, school year, parents´scholarship, risk behavior and reason for dental appointment. Conclusion: Students have demonstrated good habits, knowledge and attitudes of oral health, yet it is crucial to develop better and more efficient future approaches for the prevention of oral diseases.
URI: http://hdl.handle.net/10400.14/18775
Aparece nas colecções:ICS(V) - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations
R - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
tese completa João Dias_final - IMPRESSÃO.pdf1,11 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.