Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.14/18713
Título: Validação de protocolos de montagem de um articulador semi-ajustável arcon e respectivo arco facial
Autor: Brito, Maria Inês Albuquerque Figueiredo da Costa
Orientador: Ribeiro, Octávio Alexandre Soares dos Santos
Palavras-chave: Articulador semi-ajustável
Relação cêntrica
Posição de intercuspidação máxima
Guia condilar
Ângulo de Bennett
Semi-adjustable articulator
Centric Relation
Maximum Intercuspation
Condylar Guide
Bennett angle
Data de Defesa: 21-Jul-2015
Resumo: Foi objectivo deste trabalho avaliar várias etapas da montagem e programação de um articulador semi-ajustável e arco facial, de modo a escolher as melhores técnicas numa população de nove pessoas . No arco facial foram avaliadas a posição sentada ou deitada do paciente e o melhor material de registo usado no garfo oclusal, de entre o silicone de adição vinylpolysiloxane e a cera godiva. Na programação do articulador foram avaliados tanto a influência da posição inicial de montagem, RC ou PIM, como o melhor tipo de registo para a programação da guia condilar, registos de excursões laterais ou registos de protrusão. Foram ainda comparados os valores de guia condilar e ângulo de Bennett ob-tidos com os valores de ajuste inicial do articulador (30º de guia condilar e 15º de ângulo de Bennett), de forma a validar ou a descartar a hipótese de não programação individual do articulador. O arco facial foi transferido duas vezes por paciente, com diferentes posições do paciente na cadeira, sentado e deitado, e com dois materiais diferentes no garfo oclusal, cera godiva e vinylpolysiloxane, cuja manipulação foi cronometrada. O modelo mandi-bular de cada paciente foi também montado duas vezes, uma com registo de PIM e outra com registo de RC. Foram efectuadas programações da guia condilar com registos de excursões laterais e com registos de protrusão. Concluiu-se que a posição sentada do paciente é a mais conveniente ao Médico Dentista, e que os matériais de impressão utilizados no garfo têm ambos vantagens e des-vantagens, embora o tempo de manipulação do vinylpolysiloxane tenha sido bastante me-nor (216,2segundos contra 291,8 segundos da cera godiva). Não se verificou diferença significativa na utilização de registos de protrusão ou de excursões laterais para a progra-mação da guia condilar (diferença média de 3,33º). A posição inicial de montagem dos modelos influenciou significativamente a programação da guia condilar, mas não o ân-gulo de Bennett. Já a comparação dos valores obtidos de guia condilar e ângulo de Bennett na amostra (n=9) com a programação inicial fixada no articulador, de 30º de guia condilar e 15º de ângulo de Bennett, mostrou não ser aceitável para a população por não serem valores representativos da mesma.
The objective of this study was to evaluate various stages of assembly and setting of a semi-adjustable articulator and facebow to choose the best techniques in a nine pa-tient population. In facebow assembly were both evaluated sitting and lying position of the patient, and the better occlusal recording material used in the bite fork, between vi-nylpolysiloxane and impression compound. In articulator setting were both evaluated the influence of the initial position assembly, CR or MIP, as the best type of record for pro-gramming the condylar guide, side excursions records or protrusion records. There were also compared the condylar guide values and Bennett angle obtained with the initial set-ting values of the articulator (30º for condylar guidance and 15º for Bennett angle) in order to validate or rule out no individual setting of the articulator. The facebow was assembled twice per patient, with different patient positions in the chair, sitting and lying, and with two different materials in the occlusal fork, impres-sion compound and vinylpolysiloxane, whose handling was timed. The mandibular model of each patient was also mounted twice, once with and MIP registration and other with CR register. The condylar guide was settled with lateral interocclusal records and protru-sion interocclusal records both. It was concluded that the sitting position of the patient was the most convenient to the Dentist, and the impression materials used in the fork have both advantages and disadvantages, although the vinylpolysiloxane handling time has been much lower (216,2 seconds against 291,8 seconds for impression compound). There was no significant dif-ference in the use of protrusion records instead of side excursions to programming the condylar guidance (mean difference 3,33º). The initial position of the assembly signifi-cantly affects programming of the condylar guide but not the Bennett angle. The compar-ison of the values of condylar guidance and Bennett angle in the population (n = 9) with the fixed condylar and Bennett angles at 30º and 15º, respectively, showed not be accepta-ble for not being representative values of the studied population.
URI: http://hdl.handle.net/10400.14/18713
Aparece nas colecções:ICS(V) - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations
R - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Validação de protocolos de montagem de um articulador semi-ajustável ARCON e respectivo arco facial.pdf2,15 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.