Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.14/18711
Título: Doença do refluxo gastro esofágico e saúde oral
Autor: Rebotim, Elisabete Sofia Domingos Perdigão
Orientador: Moreira, João Leite
Marinho, Jorge
Palavras-chave: Doença do refluxo gastro esofágico
fisiopatologia
manifestações orais
regurgitação ácida
saúde oral
Gastro esophageal reflux disease
physiopathology
oral complications
acid regurgitation
oral health
Data de Defesa: 29-Jul-2015
Resumo: INTRODUÇÃO: A doença do refluxo gastro esofágico (DRGE) tem como principal causa o contacto não fisiológico do conteúdo gástrico e duodenal com as mucosas esofágicas, faríngeas e orais. Assim, de entre as manifestações extra esofágicas muitas são aquelas que atingem a cavidade oral. No entanto, para que estas ocorram, existem outros fatores que assumem um papel ativo. O fator tempo é crucial pois as complicações morfológicas e funcionais só ocorrem se este contato não fisiológico (já mencionado) acontecer de forma prolongada e contínua, ultrapassando os limites da resistência tecidular. No entanto outros fatores, tais como o stress, baixo índice de higiene oral, fragilidade do epitélio da cavidade oral (por condições prévias tais como uma esofagite com origem eosinofílica ou fungo cândida). O comprometimento imunológico e os fatores atrás enunciados atuam em sinergia com a regurgitação ácida. O Médico Dentista e o Médico Estomatologista poderão desempenhar um papel de grande relevo, quer no diagnóstico quer na reabilitação oral destes pacientes. OBJETIVOS: Esta revisão pretende focar-se principalmente nas lesões da cavidade oral provocadas pela DRGE, assim como sobre os sinais e sintomas orais da referida doença. METODOLOGIA: Foi realizada uma pesquisa bibliográfica de todas as publicações referentes ao tema com recurso ao motor de pesquisa PubMed (http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/), usando como palavras-chave os termos MeSH enumerados seguidamente – “Doença do refluxo gastro esofágico”, “ fisiopatologia”, “manifestações” e “regurgitação ácida” juntamente com o operador boleano AND. Em relação aos critérios de inclusão estes basearam-se em artigos publicados em língua inglesa, fazendo uma restrição temporal desde o ano 2000 até à atualidade. CONCLUSÃO: Muitas são as síndromes extra esofágicas caraterísticos da DRGE, sendo que aquela que agride a cavidade oral compõe-se por lesões de erosão dentária, frequentemente resultantes da ação do ácido em conjunto com outros fatores, lesões da mucosa oral, mais raras, halitose, disfagia e diversas alterações salivares. O médico dentista ou estomatologista deve conhecer esta condição, bem como, de todas as alterações dentárias e orais de modo a poder diagnosticar, gerir e reabilitar adequadamente o equilíbrio oclusal e dentário e a saúde e bem-estar oral.
INTRODUCTION: Gastro esophageal reflux disease (GERD) is caused mainly by non physiologic contact between gastric and duodenal content and esophageal, pharyngeal and oral mucosa. This way, among all the extra-esophageal complications many affect oral cavity. However, they only occur if other factors are present on an active role. Time is essential for both morphological and functional complications but only if non-physiological contact already mentioned is prolonged and continuous, exceeding tissue resistance. There are other factors such as stress, poor oral hygiene and conditions that cause weakening of the epithelium such as eosinophilic or Candida esophagitis, impairment of inflammatory and immune defense capabilities; they all work synergistically with acid regurgitation. This drive us directly to the role of the dentist and medical doctor on the diagnosis and treatment of dental and oral rehabilitation. OBJECTIVES: This review aims to focus primarily on oral cavity lesions caused by GERD, as well as about the oral signs and symptoms of this disease. METHODS: We performed a bibliographic research of all publications on the subject with the search motor PubMed (http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/), using as key words the following MeSH terms: “Gastro esophageal reflux disease”, “physiopathology”, “oral complications”, “acid regurgitation” and “oral health” along with Boolean operator AND. In relation to these inclusion criteria were based on articles published in English, making a time restriction from 2000 to the present. CONCLUSION: Many are the characteristic extra esophageal GERD syndromes, and one that attacks the oral cavity is composed by dental erosion lesions, often resulting assembly in acid action with other factors, less frequent oral lesions, halitosis, dysphasia and several salivary changes. The dentist or doctor must know this condition as well as all dental and oral changes so as to diagnose, manage and properly rehabilitate the occlusal and dental balance and oral health.
URI: http://hdl.handle.net/10400.14/18711
Aparece nas colecções:ICS(V) - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations
R - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Elisabete Rebotim Dissertação DRGE e Saúde Oral.pdf951,68 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.