Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.14/18702
Título: Envolvimento ativo/positivo da escola, família e comunidade na intervenção de alunos com psicopatologias e necessidades educativas especiais
Autor: Pereira, Fernanda Augusta de Freitas Esteves
Orientador: Gonçalves, Armanda Paula Cunha
Palavras-chave: Psicopatologia
Necessidades Educativas Especiais
Respostas Educativas
Inclusão
Psychopathology
Special Needs
Educational Responses
Inclusion
Data de Defesa: 27-Mai-2015
Resumo: O presente trabalho tem por objetivo estudar que respostas efetivas existem ao nível escolar, que, posteriormente, ajudem os alunos a fazer uma transição para a vida ativa de forma eficaz. Assim, o objetivo seria explorar os mecanismos de resposta da escola, junto de toda a comunidade envolvida, face a alunos com psicopatologias e necessidades educativas especiais (NEE). Atendendo ao facto de que na sociedade observamos a integração destes alunos em regime escolar normal, verifica-se que existe ao nível educativo um conjunto de limitações que o professor encontra relativamente às políticas educativas, organização da escola, organização do currículo, recursos/apoios humanos, ou ainda, aos recursos/apoios materiais, o que poderão levar à desmotivação da sua prática educativa por parte do professor. Por outro lado verifica-se uma desmotivação/desinteresse por parte dos alunos com NEE, cujos conteúdos das disciplinas são muito vagos, com um grau de dificuldade que não conseguem acompanhar e que lhes causa ainda mais revolta, desinteresse, desmotivação e por vezes, indisciplina na sala de aula. Após a análise de resultados obtidos na escala Child Behavior Checklist (CBCL), nas escalas de competências, os resultados obtidos, a nível da atividade social e escola os valores estão dentro dos parâmetros de nível clínico, sendo que, o score total também está situado no mesmo nível. Na Youth Self Report (YSR), os resultados obtidos nas escalas de competências, a nível da atividade social, os valores situam-se dentro dos parâmetros de nível clínico, sendo que, o Score total também está no mesmo nível. É de salientar que as pontuações mais altas/comuns aos três instrumentos utilizados, situam-se nos Problemas de atenção; Hiperatividade/Impulsividade; Comportamentos agressivos; e Isolamento /Depressão. Comparando os resultados obtidos nas escalas de competências (CBCL e YSR) foi possível constatar que os valores se situam a nível clínico. Após análise das entrevistas e Focus groups, as categorias de terceira ordem foram ordenadas da seguinte forma: 1.“Respostas que a escola disponibiliza como medidas educativas”; 2.Legislação em vigor para alunos NEE quanto às respostas/medidas educativas”; 3.“Percurso escolar do aluno”; 4. “Aplicação e avaliação das medidas educativas”; 5. “Transição para a vida ativa”; 6. “Percepção do Futuro do aluno”; 7. ” Perspetiva do aluno face ao ensino/aprendizagem”. Como conclusão da análise das entrevistas, de certa forma existe um consenso por parte do CT, dos AO e da M/EE ao nível do desconhecimento da legislação em vigor. È consensual ao CT, AO, e M/EE, no tocante às dificuldades de aprendizagem do aluno, no entanto, a família (M/EE) desculpabiliza os baixos resultados escolares com a falta de motivação para a escola, com a imaturidade do seu educando, com a excessiva carga horária. Denota-se uma passividade da familia face ao problema do aluno. De realçar a importância das respostas da comunidade no apoio à transição para a vida ativa e da pertinência dos conteúdos académicos desenvolvidos.
The purpose of this project is to study the existing responses in education that can help students with special needs in a effective active life transition. Therefore, the study aims to go through the school response mechanisms along with all the involving community related to these students psychopathology and with special needs. Bearing in mind that these students attend the regular school system in our society, we can find a set of limitations in education that the teacher needs to face, namely the education policy, the school organization, the curriculum organization, human resources/support or material resources/ support and this may lead to the teacher’s discouragement. On the other hand, we can see discouragement/disinterest by the students with special needs toward subjects which contents are vague, with a difficulty level that they can´t keep up with, causing them uprising, disinterest, discouragement and sometimes disruptive behaviour in the classroom. After analyzing results on the scale Child Behavior Checklist (CBCL), skills scales, the results obtained, the level of social activity and school values are within the clinical level parameters, and the total score is also situated the same level. In the Youth Self Report (YSR), the results obtained skills scales, the level of social activity, the values are within the clinical level parameters, and the total score is also on the same level. It is noteworthy that the highest scores / common to all three instruments, are located in attention problems; Hyperactivity / impulsivity; Aggressive behavior; Isolation and / Depression. Comparing the results obtained skills scales (CBCL and YSR) it was found that the values are clinically. After analysis of the interviews and focus groups, the categories of third order were ordered as follows: 1. "Answers that the school offers as educational measures"; 2.Current Legislation for SEN pupils on responses / educational measures "; 3. "Schooling process"; 4. "Implementation and evaluation of educational measures"; 5. "Transition to active life"; 6. "Perception of the student's Future"; 7. "Perspective student face teaching / learning." To conclude the analysis of the interviews, in a way there is a consensus by the CT, the AO and M / EE to the legislation unaware of the level in effect. It is consensual TC, TO, and M / EE, concerning the difficulties of student learning, however, the family (M / EE) desculpabiliza low educational attainment with the lack of motivation for school, with the immaturity of their student with excessive workload. We denote passivity of the family deal with the problem of the student. To emphasize the importance of community responses in supporting the transition to the job market and the relevance of developed academic conten.
URI: http://hdl.handle.net/10400.14/18702
Aparece nas colecções:FF - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations
R - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Dissertação Fernanda Freitas.pdf1,78 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.