Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.14/18493
Título: Percepção da interacção professor-aluno, ansiedade face aos testes e rendimento académico: um estudo com alunos do 7º e 8º ano de escolaridade
Autor: Fernandes, Ana Rita Freitas
Orientador: Azevedo, Ângela Sá
Palavras-chave: Ansiedade Face aos Testes
Interacção Professor-Aluno
Aprendizagem
Anxiety Facing the Tests
Teacher-Student Interaction
Learning
Data de Defesa: 2011
Resumo: A Psicologia da Educação tem vindo a debruçar-se sobre os aspectos que podem condicionar a aprendizagem dos alunos. Efectivamente na abordagem das questões escolares o rendimento académico surge como um dos aspectos que merece grande atenção. O insucesso escolar tem sido alvo de preocupação na comunidade educativa, nomeadamente na disciplina de Matemática que apresenta um nível elevado de resultados negativos, sendo uma disciplina transversal a muitos cursos. Parece fazer então sentido reflectir sobre os factores que condicionam o sucesso escolar de forma a promover resultados positivos. Existindo inúmeros factores pessoais e contextuais que condicionam o sucesso escolar, são as variáveis emocionais o principal interesse do presente trabalho. Considerando a importância da relação professor aluno, interessa perceber qual a percepção do aluno sobre esta mesma relação, na medida em que estudos indicam a existência de ligação entre o rendimento escolar e a percepção dos alunos face à sua interacção com o professor. Assim, conhecer a percepção do aluno de diferentes comportamentos interpessoais do professor pode permitir favorecer o sucesso dos alunos. Por outro lado variáveis de carácter emocional como a ansiedade face aos testes condicionam também o rendimento escolar. Estudos estimam que 10% a 30% das pessoas que estudam experienciam níveis de ansiedade face aos testes suficientemente elevadas para interferirem no seu rendimento escolar. Pretende-se então neste estudo perceber qual o tipo de relação existente entre a percepção da interacção professor-aluno e os níveis de ansiedade face aos testes dos alunos na disciplina de Matemática, bem como a sua influência nos resultados escolares. Para tal foi aplicado o Questionário de Interacção do Professor (QIP); (Azevedo, Dias, Guimarães, Lima, Salgado, Barbosa, Fonte, Wubbels & Brok, 2010) e o Inventário de Ansiedade Face aos Testes (IAT); (Rosário & Soares, 2005) a uma amostra de 414 alunos do 7º e 8º anos do ensino básico, com idades compreendidas entre os 12 e 14 anos Os principais resultados do estudo proferem que alunos do sexo masculino percepcionam mais nos professores comportamentos de liberdade, insatisfação e repreensão, contrariamente aos alunos do sexo feminino que percepcionam mais comportamentos de apoio/amizade. Por outro lado verificou-se que quanto maior a idade e o nível de escolaridade menor a percepção dos alunos de Liderança, Compreensão, Apoio/Amizade, sendo que por outro lado maior é a percepção de Insatisfação e Repreensão. Verificou-se também que quanto maior for a percepção do aluno face ao comportamento de Repreensão e Rigor do professor, maior a ansiedade face aos testes.
The educational psychology has evolved, and will focusing on aspects that can affect student learning. Effectively in addressing issues of school academic performance emerges as one of the aspects that needs attention. Failure at school has been the subject of concern in the educational community, particularly in Mathematics which has a high level of negative results, a discipline that cuts across many other courses. Then, it seems to make sense reflect on the factors that influence academic success in order to promote positive results. There are many personal and contextual factors that influence academic success, emotional variables are the main interest of this work. Considering the importance of teacher-student relationship, it matters to understand the perception of the student on this this relationship. Studies indicate the existence of a relationship between academic success and the perception of students to their interaction with the teacher. The student's perception of the teacher's different interpersonal behaviors of the can encourage student success. On the other hand emotional variables like the anxiety over the tests also affects school success. Studies estimate that 10% to 30% of people who study, experience high levels of anxiety during tests, enough to interfere with their schoolwork. It is then intended, with this study, to realize what kind of relationship exists between the perception of teacher-student interaction and anxiety levels compared to tests of students, in Mathematics, as well the influence on its attainment. For this we used the Questionnaire of Teacher Interaction (QIP) (Azevedo Dias Guimaraes Lima, Salgado, Barbosa, Source, Wubbels & Brok, 2010) and Anxiety Inventory to Face Tests (IAT), (Smith & Rosario , 2005) to a sample of 414 students in 7th and 8th year of primary school, aged between 12 and 14 years. The main results of this study tell that male students perceive more freedom, dissatisfaction and reproach, contrary to the female gender of the students which perceive behaviors of support / friendship. On the other hand the more student's perception of rebuke, It was found the additional anxiety during tests. It was found that the higher the education level and age, the lower student's perception of leadership, understanding, support / friendship, and, on the other hand the greater the perception of dissatisfaction and rebuke.
URI: http://hdl.handle.net/10400.14/18493
Aparece nas colecções:R - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Temporario.pdf9,29 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.