Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.14/18455
Título: A afeição/desafeição dos jovens na política : um estudo de caso sobre comportamentos juvenis na actividade política
Autor: Carvalho, Maria Madalena Félix Sales Moreira
Orientador: Salgado, Cristina Tavares
Palavras-chave: Democracia
Cidadania
Liberdade de Expressão
Motivação e Comunicação
Democracy
Citizenship
Freedom of Speech
Motivation and Communication
Data de Defesa: 20-Set-2012
Resumo: O objectivo da presente investigação é entender a forma como os jovens vivem hoje a política em Portugal, traduzindo a afeição ou desafeição que o tema lhes merece. O cenário democrático após o 25 de Abril criou espaço para o exercício da cidadania, a liberdade de expressão são fundamentais para o exercício eleitoral. Apesar disto, a camada jovem apresenta elevados níveis de abstenção nos actos eleitorais, o que nos levou a aprofundar esta temática. Para verificar os factores que conduzem ou não ao voto eleitoral e à participação em manifestações colectivas de rua, baseamo-nos nos dados estatísticos cedidos pelo CESOP - Centro de Estudos e Sondagens de Opinião da Universidade Católica Portuguesa, em vários momentos de 2011 e 2012. A análise qualitativa efectuada sustentou-se na interpretação dos dados, à luz de várias teorias da motivação e da comunicação. Fizemos recolha fotográfica de manifestações colectivas, de cariz político onde os jovens se manifestam, com o objectivo de proceder a uma análise dos gestos, expressões (vocais e escritas) e comportamentos, elementos estes que constituíram fundamento para algumas das ilações que apresentamos. Procurámos enquadrar as opções demonstradas pelos jovens, no quadro teórico das abordagens motivacionais e comunicacionais que seleccionámos. Pela análise estatística dos resultados, chegámos à conclusão que o grupo dos solteiros é o que mais contribui para o voto assim como para a abstenção; e que a principal razão apresentada é a dos jovens não estarem recenseados. Quanto às manifestações colectivas de massas, constatámos que, embora os jovens as valorizem, é baixa a percentagem (sobretudo homens), daqueles que a elas adere. Perante os resultados obtidos, entendemos ser ainda necessário que os jovens façam, neste domínio da participação na vida política do país, um trabalho mais consciente de participação, de sentido de responsabilidade e de solidariedade, o que subentende uma formação e educação que ajude a imprimir e a consolidar a obrigação, diremos mesmo, o gosto, pela participação democrática, consciente para uma cidadania plena e um amanhã melhor.
The purpose of this investigation is to understand the way young people live today's politics in Portugal, translating the like or dislike for the matter. The democratic scenario after the 25th of April, created room for the exercise of citizenship and the freedom of speech, both fundamental for the electoral exercise. Notwithstanding, the young people of today present high levels of abstention in electoral acts, which led us to investigate this matter. To test the factors that led or not to the electoral vote and to the participation in street demonstrations, we base our analysis on the statistic data provided by CESOP - Centro de Estudos e Sondagens de Opinião da Universidade Católica Portuguesa, in various moments in time from 2011 and 2012. The qualitative analysis was established in the interpretation of facts, in light of several motivation and communication theories. We have conducted a photographic gathering of the demonstrations, of political nature, where young people expressed themselves, with the purpose of proceeding to an analysis of gestures, expressions (both vocal and written) and behaviors. Such elements constitute the grounds for some of the deductions we present. We sought to accommodate the options demonstrated by the young people in the theoretical board of motivational and communicational approaches we selected. According to the statistical analysis of the results, we concluded that the single people are the ones who contribute the most for the vote, as well as for the abstention; and that the main reason young people give is the fact that they are not registered. As for the mass demonstrations, we noticed that although young people value them, the percentage of those who attend them is low (especially men). In light of the results obtained, we perceive that it is still necessary for young people, in the territory of participation in the political life of its country, to do a more aware work of sharing, of sense of responsibility and solidarity, which presumes a training and education that can help imprint and consolidate the obligation, and we might say, the taste, for the democratic participation, aware of a full citizenship and a better tomorrow.
URI: http://hdl.handle.net/10400.14/18455
Aparece nas colecções:FCH - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations
R - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Dissertação A Afeição Desafeição dos Jovens na Política.pdf6,52 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.