Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.14/18366
Título: Millennium BIM’s development strategy in Mozambique
Autor: Fernandes, Diogo Almeida
Orientador: Pires, João Simão
Palavras-chave: Banking
Innovation
Banking channels
Mozambique
Banking retail network
Banca
Inovação
Canais bancários
Moçambique
Rede de distribuição bancária
Data de Defesa: 14-Jul-2015
Resumo: Millennium BIM is the largest banking institution in Mozambique and has been the market leader since 2000. Having rapidly grown in a context of increasing bancarization of the population and positive evolution of socioeconomic factors, the bank has been experiencing an overflow of customer on its traditional branches which results in the erosion of the quality of customer service. This case study presents an overview of Millennium BIM, its operations in Mozambique, and contextualizes the dynamics of being part of the Millennium BCP Group. Moreover, the case study presents the key features of the Mozambican economy and population, it describes the banking sector in detail and presents metrics that portray the operational strains lived at Millennium BIM’s branches suggesting innovative initiatives to help resolve such challenges. The purpose of this case is to give the information necessary so that the reader is able to make a decision about the initiative(s) the bank should pursue in the near future. For that, a specific order of questions is presented, starting by analyzing the population characteristics, a segmentation the customer base and analysis of the reasons for a potential fit between each segment and each banking channel in order to successfully understand and choose the right initiatives to resolve the strains in the mass market branches. The final choice will result in a careful decision of which investments are better from a cost/benefit perspective.
Fundado em 1995, o Millennium BIM tem desde 2000 mantido a sua posição de liderança no mercado bancário em Moçambique. O banco tem apresentado um crescimento elevado suportado pelo aumento da bancarização em Moçambique e pelo desenvolvimento positivo dos indicadores socioeconómicos. Dado tal crescimento, o volume de clientes nas sucursais é bastante superior a níveis considerados adequados o que resulta no decréscimo da qualidade de serviço ao cliente, ameaçando assim a manutenção de liderança de mercado. Este estudo de caso apresenta uma visão geral do Millennium BIM em Moçambique e contextualiza as dinâmicas inerentes ao fato de fazer parte do Grupo Millennium BCP. Adicionalmente, apresenta os principais indicadores socioeconómicos, descrevendo com detalhe o setor bancário e apresentando métricas que demonstram os desafios operacionais presentes nas sucursais do mass market. Por fim, sugere iniciativas inovadoras para potenciar a resolução desses mesmos desafios O objetivo do caso consiste em apresentar a informação necessária para que o leitor seja capaz de tomar uma decisão informada acerca de qual(s) iniciativa(s) deve ser implementada pelo banco. Como suporte, uma ordem de seguimento está presente nas questões propostas, começando pela segmentação da população de forma a evidenciar as razões que suportam uma melhor adaptação entre cada segmento e os respetivos canais bancários. Deste modo, o leitor encontrar-se-á capaz de compreender as vantagens e desvantagens de cada canal e assim escolher das iniciativas apresentadas, aquela(s) que proporciona(m) um melhor retorno para o banco de um ponto de vista de beneficio e custo.
URI: http://hdl.handle.net/10400.14/18366
Aparece nas colecções:FCEE - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations
R - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Dissertation_Diogo Almeida Fernandes_152113340_2015.pdf2,15 MBAdobe PDFVer/Abrir    Acesso Restrito. Solicitar cópia ao autor!


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.