Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.14/18327
Título: Fatores de risco e fatores protetores da delinquência juvenil : o papel do envolvimento escolar
Autor: Moreno, Miguel Pontes
Orientador: Matos, Raquel
Veríssimo, Lurdes
Palavras-chave: Delinquência juvenil
Fatores de risco
Fatores protetores
Envolvimento escolar
Envolvimento cognitivo
Envolvimento emocional
Juvenile delinquency
Risk factors
Protective factors
School engagement
Cognitive engagement
Emotional involvement
Data de Defesa: 22-Jul-2014
Resumo: A delinquência juvenil é um fenómeno que tem originado diversas investigações. O estudo de fatores de risco e fatores protetores reveste-se da maior importância, no sentido em que contribui para uma melhor compreensão do fenómeno da delinquência juvenil, como também para a criação de programas de intervenção. O presente estudo apresenta como objetivo geral: analisar a relação do envolvimento escolar na adoção de comportamentos delinquentes por parte de jovens. A recolha de dados foi realizada junto de alunos do 9º ano ao 12º ano, provenientes de escolas do Grande Porto e área metropolitana de Setúbal. Os instrumentos utilizados foram o Questionário MERLINO (Matos, Veríssimo, Soares, Carvalho, Cunha & Moreno, 2013) e o Instrumento de Envolvimento Escolar dos Alunos (Moreira, Machado Vaz, Dias & Petracchi, 2009). Os principais resultados revelam que os alunos com envolvimento emocional moderado têm maior probabilidade de adotar comportamentos delinquentes do que os alunos com envolvimento emocional elevado, assim como os alunos com envolvimento cognitivo moderado têm maior probabilidade de adotar comportamentos delinquentes do que os alunos com envolvimento cognitivo elevado. No final do presente estudo, são discutidas as implicações e limitações do mesmo e realizadas sugestões para futuras investigações.
Juvenile delinquency is a subject that has originated several researches, mainly because of its consequences on young people’s future choices and lives. The study of risk factors and protective factors if of the utmost importance, not only because it contributes to a better understanding of the juvenile delinquency phenomenon, but also because it fosters the creation of intervention programmes. The present study’s objective is to analyze the relationship of school engagement in the adoption of delinquent behaviours by young people. The data collection was gathered among 9th year and 12th year students from Porto and Setúbal. The instruments used were the MERLINO Survey (Matos, Veríssimo, Soares, Carvalho, Cunha & Moreno, 2013) and the Instrument of Students’ School Engagement (Moreira, Machado Vaz, Dias & Petracchi, 2009). The main results reveal that students with a moderate emotional engagement have a bigger probability of adopting delinquent behaviours than students with a high emotional engagement. They also demonstrate that students with a moderate cognitive engagement have a bigger probability of adopting delinquent behaviours than students with a high cognitive engagement. At the end of the present study, its implications and limitations will be discussed and suggestions will be made for future researches.
URI: http://hdl.handle.net/10400.14/18327
Aparece nas colecções:FEP - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations
R - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Dissertação_MiguelMoreno.pdf549,09 kBAdobe PDFVer/Abrir    Acesso Restrito. Solicitar cópia ao autor!


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.