Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.14/18070
Título: A evolução do quotidiano prisional em Portugal : o caso da cadeia de Braga
Autor: Coelho, Donzília Manuela da Silva
Orientador: Esteves, Alexandra
Data de Defesa: 8-Jan-2014
Resumo: Esta investigação teve como objetivo estudar o impacto que o sistema prisional exerce sobre os indivíduos, nomeadamente, no seu quotidiano, bem como a evolução que registou nas áreas da saúde, de ensino, o trabalho e da população prisional. Tratando-se de instituições “fechadas”, as prisões têm vindo a sofrer diversas alterações na sua formar de encarar e de lidar com os reclusos. Até ao século XVIII, o corpo humano era visto como um objeto, sobre o qual recaía o castigo, aplicado na praça pública, sem qualquer respeito pela dignidade e pela integridade do criminoso. Com o aparecimento e a divulgação das ideias iluministas, inicia-se um processo de humanização das penas. A prisão passa a ser a punição imposta aos criminosos. Contudo, tratava-se de uma instituição que em nada ajudava o preso, mas, pelo contrário, corrompia ainda mais a sua alma. As leis penais foram sofrendo alterações e a prisão passou a desempenhar também uma função ressocializadora e regeneradora do recluso, utilizando os meios considerados mais apropriados para alterar o seu comportamento, designadamente, o ensino, o trabalho e a ocupação dos tempos livres. O presente estudo centra-se na cadeia de Braga e procura conhecer a sua população e o seu quotidiano, analisar a evolução que tem havido no seu funcionamento, as dificuldades com que se defronta e as propostas para as resolver, como, por exemplo, no que diz respeito ao problema da sobrelotação do espaço prisional e da organização de atividades para todos os reclusos.
This research aim to study the impact that prison system has on individuals, particularly, in their daily lives, as well as developments that had been recorded in subjects such as health, education, employment and the prison population. Being known as "enclosed" institutions, prisons have been undergoing several changes in its form of facing and dealing with prisoners. Until the eighteenth century, the human body was seen as an object, on which laied the punishment, applied in the public square, without any regard for the dignity and integrity of the criminal has an individual. With the emergence and dissemination of Enlightenment ideas, begins a process to humanization of penalties. The prison becomes the punishment imposed on criminals. However, this was an institution that never helped in the prisoner, but on the contrary, further corrupting his soul. The penal laws experienced changes and the prison also began to perform a regenerative and a social inclusion to the inmate, using the most appropriate means to change their behavior, namely, education, work and leisure time. The present study focuses on Braga's prison and tries to know its population and their everyday lives, to analyze the evolution that has been in operation, the difficulties faced and ideas to solve, for example, in regard to the problem of overcrowding on the prison space and the organization of activities for all prisoners.
URI: http://hdl.handle.net/10400.14/18070
Aparece nas colecções:FCS - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations
R - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Dissertação Final Donzília Coelho.pdf1,59 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.