Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.14/18061
Título: Altruísmo : um estudo sobre herois comuns
Autor: Guimarães, Ana Mafalda de Oliveira Meireles Vaz
Orientador: Barbosa, Mariana
Palavras-chave: Altruísmo
Heroísmo
Solidariedade
Coragem
Princípios
Altruism
Heroism
Solidarity
Courage
Inconformity
Principles
Data de Defesa: 20-Fev-2015
Resumo: Arriscar a vida pelos outros é um fenómeno que tem causado perplexidade desde os tempos de Darwin (1871; 1872), por contrariar o mais básico dos instintos: o de sobrevivência. Apesar de vários teóricos não acreditarem na possibilidade de as ações altruístas poderem ocorrer dissociadas de motivações internas (Leyens & Yzerbyt, 2008), as suas consequências são incontornavelmente benéficas para aqueles a quem a ação é dirigida, podendo representar um veículo de transformação em direcção a uma sociedade mais pacífica, justa, e sociocêntrica (Batson, Ahmad, & Stocks, 2004; Zimbardo, 2009). No entanto, apesar da indubitável importância do comportamento altruísta, têm sido escassos os estudos acerca dos motivos que levam alguns indivíduos a agir face a situações de vitimação, diferenciando-se daqueles que agem passivamente (Kahn, 2009; Zimbardo, 2009). Foi com o intuito de contribuir para a compreensão daquilo que denominamos de „altruísmo heroico‟ - atos que, além de beneficiaram primordialmente o outro, colocam a vida daquele que os comete em perigo -, que levamos a cabo este estudo. Para tal, foram realizadas entrevistas aprofundadas dois homens e uma mulher cujas vidas se têm pautado por atos de altruísmo heroico. Os resultados põem em evidencia alguns fatores de ordem contextual (e.g. modelos de referência altruístas, contato intercultural), e de ordem individual (e.g. coragem, inconformismo), assim como determinados princípios e valores (e.g. a solidariedade e a verdade) que parecem estar na base do comportamento altruísta heroico
Risking one‟s own life is a phenonema that has perplexed many since Darwins time (1871; 1872), as it contradicts the most basic of all instincts: that of survival. Although several theorists disbelieve the possibility of behavior detached from internal motivations (Leyens & Yzerbyt, 2008), the consequences of these actions are undoubtedly beneficial for those who receive them, and can represent a means of change for a more just, peaceful and sociocentric society (Batson, Ahmad, & Stocks, 2004; Zimbardo, 2009). However, despite the assured importance of altruistic behavior, there have been few studies focusing on the motives for which individuals act in scenarios of victimization (Kahn, 2009; Zimbardo, 2009). It was in the intent to contribute to the understanding of what we refer to as “heroic altruism”- actions that besides beneficiating primarily the target of these actions, jeopardizes the safety of the actors life- that this study was set up to achieve. In order to do so, we conducted in-depth interviews to two men and a woman whose lives have demonstrated altruistic heroic behaviors. The results put into evidence some environmental factors (e.g. altruistic reference models, intercultural contact), personality traits (e.g. courage, inconformity), and certain principles and values (e.g. solidarity and truth) that seem to be key understandings to altruistic heroic behaviors.
URI: http://hdl.handle.net/10400.14/18061
Aparece nas colecções:FEP - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations
R - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Tese AG.pdf742,28 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.