Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.14/17764
Título: Caracterização do perfil desenvolvimental de um grupo de crianças prematuras avaliadas no terceiro ano de vida
Autor: Martins, Joana Filipa da Fonseca
Orientador: Veiga, Elisa
Palavras-chave: prematuridade
desenvolvimento global
Griffiths
prematurity
global development
Griffiths
Data de Defesa: 8-Jul-2013
Resumo: O estudo em questão tem como objetivo principal, a caracterização do perfil desenvolvimental de bebés nascidos com muito baixo peso e extremo baixo peso no terceiro ano de vida. Deste modo, os objetivos específicos consistem em explorar o impacto de determinados fatores de risco biológico (Idade gestacional, Peso á nascença, tempo de internamento) nos resultados obtidos na escala de desenvolvimento no terceiro ano de vida, bem como explorar o impacto de determinados fatores ambientais (frequência de creche) nos resultados obtidos na escala de desenvolvimento no terceiro ano de vida. Assim, procedeu-se á aplicação do instrumento Griffiths Mental Development Scales 0 – 2 years, que abrange idades, desde o nascimento até aos 24 meses e é composta por cinco subescalas, sendo elas, Coordenação do olho e mão, Audição e linguagem, Locomotora, Execução e Pessoal - Social, e o seu tempo de administração compreende cerca de 45 minutos. Em modo de conclusão verificou-se que um maior tempo de internamento, um peso menor á nascença e uma idade gestacional menor, não influenciam os resultados de cada criança na Escala Desenvolvimental de Ruth Griffiths. Por outro lado, foi encontrada uma associação entre a frequência de creche e resultados mais elevados na Escala de Desenvolvimento de Ruth Griffiths, o que demonstra a importância da estimulação precoce em crianças nascidas prematuras.
The main goal of this study is to characterize the developmental profile of infants born with very low birth weight and extremely low birth weight in the third year of life. Thus, the specific objectives are to explore the impact of certain biological risk factors (gestational age, birth weight, length of stay) the results obtained in the scale of development in the third year of life, and to explore the impact of certain factors environmental (frequency daycare) results on the scale of development in the third year of life. Thus, we proceeded to the application of the instrument Griffiths Mental Development Scales 0-2 years, covering ages from birth to 24 months and consists of five subscales them the eye and hand coordination, hearing and language, locomotion, execution and personal - social and your time management comprises approximately 45 minutes. In so concluding it was found that a longer hospital stay, a lower weight will be born and a lower gestational age do not influence the results of each child in Ruth Griffiths Developmental Scale. Moreover, an association was found between the frequency of day care and higher results in Scale Development Ruth Griffiths, demonstrating the importance of early stimulation in preterm infants
URI: http://hdl.handle.net/10400.14/17764
Aparece nas colecções:FEP - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations
R - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Dissertação Joana Filipa da Fonseca Martins.pdf3,82 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.