Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.14/17753
Título: Prematuridade e desenvolvimento : competências pré-académicas num grupo de crianças nascidas prematuramente
Autor: Sereno, Raquel Alexandra Regadas Magalhães
Orientador: Veiga, Elisa
Palavras-chave: Prematuridade
Recém Nascidos de Baixo Peso (RNBP)
Recém Nascidos de Muito Baixo Peso (RNMBP)
Risco Desenvolvimental
Fatores de Risco Biológico
Fatores de Risco Ambiental
Aquisição de Competências Pré-Académicas
Prontidão
Prematurity
Low Birth Weight (LBW)
Very Low Birth Weight (VLBW)
Developmental Risk
Biological Risk Factors, Environmental Risk Factors
Acquisition of Pre-Academic Competencies
School Readiness
Data de Defesa: 8-Jul-2013
Resumo: Este é um estudo que pretende trazer contributos para um projeto que se insere na linha de investigação: Trajetórias e Desenvolvimento. Trata-se de um estudo longitudinal que tem vindo a ser desenvolvido junto de crianças prematuras. A prematuridade tem consequências no desenvolvimento global das crianças. O objetivo destes estudos é acompanhar e compreender qual o risco que a condição de prematuridade pode representar ao longo das suas trajetórias de desenvolvimento. Concretamente o nosso estudo foca-se em compreender qual o impacto que a prematuridade poderá ter na aquisição de competências pré-académicas, num grupo de crianças prematuras que iniciarão o 1º ano do ensino básico no próximo ano letivo. Para alcançar este objetivo aplicamos o Missouri Kindergarten Inventory of Developmental Skills (KIDS) e relacionamos estes resultados com outros dados da histórica clínica, desenvolvimental e familiar das crianças, concretamente: idade gestacional, peso à nascença, tempo de internamento (fatores biológicos) e nível de escolaridade/profissão dos pais e frequência no jardim de infância (fatores ambientais), explorando, deste modo o impacto que estes dois tipos de fatores poderão ter na trajetória de desenvolvimento destas crianças. Dado que estas crianças têm vindo a ser acompanhadas longitudinalmente consideramos ainda o perfil desenvolvimental obtido através da Escala de Desenvolvimento Mental de Griffiths aos 3 e aos 4 anos e correlacionamos os resultados obtidos com os resultados globais obtidos pela KIDS. A recolha de dados foi realizada junto de uma amostra de 19 crianças nascidas prematuramente em 2007 e que se prevê iniciarem a escolaridade obrigatória no próximo ano letivo (2013/2014). Os principais resultados revelam que as variáveis idade gestacional dos bebés, habilitações da mãe, profissão do pai estão associadas aos valores obtidos em algumas escalas da KIDS, o que de algum modo reflete a importância dos fatores ambientais em detrimento dos fatores biológicos explorados. A correlação da Escala de Griffiths com a KIDS permite-nos refletir acerca da trajetória de desenvolvimento da criança prematura, e do impacto que fatores de ordem ambiental possam ter. No final do presente estudo, são discutidas as implicações e limitações do mesmo e realizadas sugestões para futuras investigações.
The aim of this study is to contribute towards a project included in the line of research related to Trajectories and Development. It is a longitudinal study involving children born prematurely. Prematurity can be reflected in children’s overall development. The goal of these studies is to monitor and understand what risk prematurity may pose for these children throughout their development trajectories. Our study focuses on understanding the impact that prematurity may have on acquiring pre-academic competencies among a group of premature children going into the 1st year of elementary school in the coming academic year. In order to reach this objective, we apply the Missouri Kindergarten Inventory of Developmental Skills (KIDS) and relate the results to data on the children’s clinical history, development and family, namely: gestational age, birth weight, length of time spent in hospital (biological factors); parents’ level of education/profession and pre-school attendance (environmental factors), thus exploring the impact that these two types of factors might have on the development trajectory of these children. Since these children have been monitored longitudinally, we also consider the first developmental profile obtained through the Griffiths Mental Development Scale applied at the ages of 3 and 4 and we correlate the results obtained with the overall results obtained from the KIDS. The data was collected from a sample of 19 children born prematurely in 2007 and who are expected to begin compulsory education in the coming academic year (2013/2014). The main results show that the variables baby’s gestational age, mother’s qualifications and father’s profession are associated with the values obtained in some KIDS scales, which to some extent reflects the importance of environmental factors as opposed to the biological factors studied. By correlating the Griffiths Scale with the KIDS, we are able to reflect upon the development trajectory of the premature child, and the impact that factors of an environmental nature may have. The implications and limitations of this study are discussed and suggestions are made for future research.
URI: http://hdl.handle.net/10400.14/17753
Aparece nas colecções:FEP - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations
R - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
TESE RaquelRegadas.pdf592,97 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.