Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.14/17711
Título: Information overload : sources, consequences and solutions within the Portuguese Health Care Industry
Autor: Silva, Francisco Galvão Pimenta da
Orientador: Xavier, Rute
Data de Defesa: 16-Jul-2014
Resumo: Workers are now becoming aware of the problems associated with information overload. These days information is almost infinite and can be accessed with a few mouse clicks or delivered automatically to people’s electronic devices. Current research stresses that high volume of information can have a negative impact on people’s work, affecting not only their decision making process but also their creativity and well-being. According to a study, it would take, on average, 25 minutes for a person to return to a work task after an email interruption. Even though workers are aware of the issues related with information overload, companies seem apathetic when it comes to addressing this problem. This thesis aims to understand how companies and workers operating within the Portuguese health care industry are being affected by information overload. In order to do so, the results from meetings and nominal group techniques developed by AdvanceCare are compared to the results of a study performed at another health care company (Company B). The comparison between these two companies shows similarities such as: email being pointed as the main source of information overload, workers being affected frequently and as a result losing a great part of their time dealing with this excess of information.
Os trabalhadores estão cada vez mais cientes dos problemas associados ao excesso de informação. Nos dias de hoje, a informação é praticamente infinita e pode ser acedida com muita facilidade ou entregue, automaticamente, nos aparelhos electrónicos das pessoas. Pesquisas recentes enfatizam que grandes volumes de informação podem ter um impacto negativo no trabalho das pessoas, afectando não só o processo de tomada de decisão destas, mas também a sua criatividade e bem-estar. De acordo com um estudo, em média, cada pessoa demora cerca de 25 minutos a retomar uma tarefa após uma interrupção de email. Apesar dos trabalhadores estarem cientes dos problemas relacionados com o excesso de informação, as empresas aparentam alguma apatia no combate deste fenómeno. Esta tese tem como objectivo perceber como é que os trabalhadores e empresas que operam na indústria de cuidados de saúde estão a ser afectados pelo excesso de informação. Como tal, os resultados de reuniões e técnicas nominais de grupo desenvolvidas pela AdvanceCare foram comparados aos resultados de um estudo realizado numa outra empresa que opera no mesmo sector. A comparação entre estas duas empresas mostra algumas semelhanças como: o email foi considerado a principal fonte de excesso de informação, os trabalhadores lidam com este tipo de situações muito frequentemente, o que resulta numa grande parte do seu tempo ser alocado a resolver estes problemas e não produzindo.
URI: http://hdl.handle.net/10400.14/17711
Aparece nas colecções:FCEE - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations
R - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Thesis - Francisco Pimenta.pdf1,75 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.