Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.14/17709
Título: Estrutura de capitais das PME's portuguesas : análise do sector têxtil em Portugal
Autor: Miranda, Ana Rita Silva de
Orientador: Alves, Paulo
Cunha, Ricardo
Palavras-chave: Estrutura de Capital
Assimetria de Informação
Custo de Agência
Hierarquização de Fontes de Financiamento
Data de Defesa: 10-Nov-2011
Resumo: A crise recente nos mercados financeiros, juntamente com a crise económica, conduziu à ruptura de parte das empresas do nosso país. Devido ao não ajustamento da realidade, provocaram uma deslocalização da área produtiva que, até meados dos anos 90, se concentrava na Europa, para países que apresentavam baixos custos de produção e altas taxas de produtividade. Assim, é importante ter em atenção que as empresas só se conseguirão manter com níveis de lucros suficientemente aceitáveis, se aproveitarem as vantagens comparativas existentes no país, quando comparadas com outros locais do globo. Portanto, não só o sector têxtil e do vestuário, mas grande parte da teia empresarial existente em Portugal, terão de juntar esforços para trabalhar nas vantagens comparativas, como na qualidade dos produtos para ultrapassar esta fase. O mundo das organizações empresariais modifica-se num ambiente competitivo. Para a sobrevivência das empresas neste mundo competitivo e oscilante, é importante que as empresas possuam estruturas de capitais consistentes e óptimas, na medida em que são inúmeros os factores que influenciam o seu desempenho. Este trabalho centra-se na análise da estrutura de capitais das empresas do sector têxtil e do vestuário, nomeadamente no que respeita aos efeitos dos seus determinantes, em especial o factor crescimento, dimensão, risco, taxa de poupança, taxa de imposto e rendibilidade, sobre o endividamento total das empresas. Como resultado principal, encontrou-se que os factores crescimento, dimensão, rendibilidade e taxa marginal de imposto apresentam, conjuntamente, significância estatística como determinantes da estrutura de capital das PME‟s. No entanto, a variável dimensão apresenta sinais contrários aos previstos. As variáveis poupança fiscal não associada à dívida e risco não parecem ser determinantes significativos da estrutura de capital. Verificou-se ainda que a variável rendibilidade apresenta um forte poder de predição da estrutura de capital das empresas analisadas.
URI: http://hdl.handle.net/10400.14/17709
Aparece nas colecções:FEG - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations
R - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Trabalho Final Mestrado - Ana Miranda (355109013).pdf794,33 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.