Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.14/17642
Título: Edição em documentário : construção narrativa
Autor: Vieira, Miguel Barbosa Flores de Carvalho
Orientador: Nazareth, Adriano
Ruiz, Carlos
Palavras-chave: Documentário
Documento
Edição
Narrativa
Subjetividade
Objetividade
Data de Defesa: 21-Jun-2013
Resumo: Esta Dissertação procurará explorar as correntes de edição existentes e terá como objecto de estudo vários documentários já realizados, analisando a intenção dos mesmos. Terá como objectivo encontrar formas, estruturas e ideias que contribuam para uma narrativa isenta de persuasão e manipulação. Embora seja impossível conseguir um documentário totalmente isento de subjetividade, tentará procurar um formato de documentário o mais objectivo possível. Os equipamentos necessários para captação, edição e reprodução de Som e Imagem tornaram-se economicamente acessíveis à grande maioria da população.1 Assim, devido a esta evolução, o cinema muda a sua forma de contar histórias e o documentário, em específico, muda a sua forma de retratar a realidade. Para além disso, o documento audiovisual é uma das ferramentas mais fortes em todos os momentos de crise: o Documentário pode assim surgir como objeto de manipulação. A uma crise económica, por regra, sucedem-se crises políticas, sociais e éticas. Como tal, a utilização do Documentário como obra de persuasão de massas é vista com bons olhos por quem a cria. Por outro lado, o filme documental sem a vertente subjetiva torna-se aquilo que sempre se comprometeu a ser: um retrato do tempo e do espaço vivido, um Documento. Também será abordado o trabalho final realizado para a cadeira de Projeto Final em Cinema e Audiovisual pelos alunos Luís Pedro Monteiro, Catarina David e Miguel Vieira. Este Documentário intitulado Vozes da Crise tenta retratar a crise económica e social que atualmente se vive em Portugal e foca-se essencialmente na forma como os jovens a vêm e tentam ultrapassar. Não pretende tomar partidos nem prejudicar lados da mesma realidade mas sim estimular o pensamento crítico e a reflexão sobre o tema abordado. À partida não tendo um objectivo alcançável, esta dissertação explora as possibilidades de criar um Documento audiovisual o mais objetivo possível. No entanto, não sendo possível alcançar a plena objetividade nem subjetividade de um objeto deste cariz, há que continuar a explorar novas técnicas e formatos que possam trazer ao Realizador, ao Diretor de Fotografia e ao Editor de um documentário novas possibilidades, novas formas de retratar a realidade tanto de forma mais objetiva como de forma mais subjetiva.
URI: http://hdl.handle.net/10400.14/17642
Aparece nas colecções:EA - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations
R - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
dissertacao.pdf14,78 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.