Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.14/17581
Título: Do prado ao prato : a responsabilidade do consumidor (final)
Autor: Campos, Sílvia Isabel Fonseca
Orientador: Teixeira, Paula
Data de Defesa: 18-Set-2012
Resumo: A cadeia alimentar detém um papel de extraordinária importância no que acontece com os alimentos que são colocados à disposição do consumidor. A regulamentação do Estado e da União Europeia impulsionou o imperativo da observância de requisitos de segurança específicos a serem cumpridos por todos os intervenientes da cadeia produtiva. A legislação consagra a responsabilidade daqueles intervenientes em matéria de higiene e segurança alimentar, até ao momento em que o produto alimentar é posto à disposição e adquirido pelo consumidor. A partir do momento em que o consumidor tem sob o seu controlo o produto alimentar, muita coisa pode acontecer. Todo o trabalho desenvolvido anteriormente pode ser posto em causa devido a comportamentos inadequados do consumidor. A formação, a educação e a informação são direitos do consumidor. Este estudo debruça-se, exatamente, na combinação das variáveis informação, comportamento e responsabilidade. Tornou-se, ao abordar a questão da responsabilidade «do prado ao prato», pertinente colocar a questão: Qual a responsabilidade do consumidor?» Após uma abordagem teórica da cadeia alimentar, dos direitos e deveres do consumidor, do consumidor enquanto fator de insegurança alimentar e a imputabilidade da responsabilidade pelas consequências dos comportamentos alimentares inadequados, foi realizado uma abordagem prática à forma como o consumidor perceciona a sua responsabilidade em matéria alimentar. Para tal foi usado um questionário, distribuído aleatoriamente por consumidores com mais de 16 anos. Dessa abordagem conclui-se que 86,76% dos consumidores inquiridos reconhecem a facilidade de acesso à informação, no entanto, uma fatia razoável reconhece não a usar sempre. O consumidor considera-se informado (95,58%), no entanto, confia na sua forma de estar e nas refeições que prepara e ingere em casa. Há reconhecimento da responsabilidade alimentar. Porém, a aceitação da imputabilidade dessa responsabilidade não é consensual. O consumidor é o elemento da cadeia alimentar em torno do qual tudo roda, mas isso não o desresponsabiliza, pelo contrário, salienta mais a sua responsabilidade em termos de higiene e segurança alimentar.
The food chain has an extremely important role in what happens to foods that are available to the consumer. The regulations of the State and the European Union boosted compliance with specific safety requirements to be fulfilled by all actors in the supply chain. The legislation establishes the responsibility of those actors on hygiene and food safety until the time as the food product is made available and purchased by the consumer. From this moment, a lot can happen and all the previous work, may be jeopardized because of inappropriate behavior of the consumer. Training, education and information are consumer rights. This study focuses exactly on the combination of variable information, behavior and responsibility. It became, in addressing the issue of liability "from farm to fork ', put the pertinent question: What is the responsibility of the consumer?' After a theoretical approach, the food chain, the rights and duties of the consumer, the consumer as a factor in food insecurity and attribution of responsibility for the consequences of inappropriate eating behaviors was carried out a practical approach to how consumers perceive their responsibility for food. In this approach it follows that 86.76% of consumers recognize the respondents ease of access to information, however, a reasonable slice recognizes not always use it. The consumer is considered to be informed (95.58%), however, relies on its way of being at the preparation and meals at home. There is recognition of the responsibility of food. However, acceptance of accountability for such responsibility is not consensual. The consumer is the element of the food chain around which everything runs, but this does not relieve him, however, also notes its responsibility in terms of hygiene and food safety.
URI: http://hdl.handle.net/10400.14/17581
Aparece nas colecções:ESB - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations
R - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Tese Silvia Campos.pdf1,93 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.