Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.14/17540
Título: Os festivais de música como promotores de turismo cultural
Autor: Carvalhal, Filipe Mourão
Orientador: Barbosa, Álvaro Manuel Mendes
Lobo, Carlos Afonso de Oliveira
Palavras-chave: Festivais de música
Turismo cultural
Hallmark
Modelo de negócio
Music Festivals
Cultural Tourism
Business Model
Data de Defesa: 10-Fev-2015
Resumo: Actualmente, os festivais de música são considerados um subconjunto importante no universo dos eventos culturais e têm merecido o interesse por parte de diferentes áreas de estudo, dada a sua universalidade e popularidade das experiências proporcionadas. No âmbito da investigação realizada sobre “Event Tourism”, foram identificadas algumas lacunas na literatura e uma das áreas pouco exploradas centra-se no planeamento e organização de eventos, envolvendo as organizações, os parceiros, a política, os objectivos, as estratégias, os impactos e a avaliação. Tendo em conta as lacunas referenciadas pela literatura, no contexto dos eventos turísticos, torna-se pertinente o estudo dos festivais de música, como agentes promotores de turismo cultural. Neste contexto definimos como objectivo geral: perceber se os festivais de música poderão ser promotores de turismo cultural e como objectivos específicos: caracterizar o modelo de negócio dos festivais: Milhões de Festa, Paredes de Coura, Primavera Sound; comparar o modelo de negócio dos 3 festivais; caracterizar a assistência do público dos três festivais; comparar a assistência do público dos três festivais; compreender se os três festivais se podem constituir como um “hallmark”. Participaram neste estudo os três promotores dos festivais em análise, Milhões de Festa, Paredes de Coura e Primavera Sound. Foi utilizado um questionário com o propósito de descrever e caracterizar os modelos de negócio aos promotores dos respectivos eventos, e uma entrevista semiestruturada, para recolher dados relativos à concepção dos festivais como promotores de turismo cultural, aos promotores dos festivais e ao Director da Direcção Regional da Cultura do Norte (DRCN). Os resultados permitem-nos concluir que a maior fonte de financiamento de todos os festivais provém da venda de bilhetes. Constatamos diferenças relativas à segunda maior fonte de financiamento privada e estatal. O festival Milhões de Festa apresenta apoios estatais como a sua segunda maior fonte, em contraste com os outros festivais. Relativamente à estrutura de gastos, a maioria das despesas é realizada com a contratação de bandas, destacando-se o festival Primavera Sound. Os gastos na produção geral dos festivais Milhões de Festa e Paredes de Coura apresentam despesas idênticas e superiores às do festival Primavera Sound. Os gastos com a equipa são semelhantes nos 3 festivais. O público que assiste aos festivais é maioritariamente nacional, excepto o do festival Primavera Sound onde quase metade do público é internacional. No âmbito do público nacional a larga maioria é de fora da cidade ou vila onde o se realizam os festivais Milhões de Festa e Paredes de Coura. Os resultados do nosso estudo permitem-nos concluir que os festivais de música são promotores de turismo cultural, porque despertam o interesse de milhares de pessoas para vivenciar uma experiência única e irrepetível, com grande impacto económico, social e mediático, promovendo a vila, a cidade, a região e o país. Todos estes factores fazem dos festivais de música um verdadeiro “hallmark” da região pelo que deveriam integrar o plano estratégico do Turismo de Portugal.
Nowadays music festivals are an important subset in the universe of culture events and it has received interest from several areas of study, given to their universality and the popularity of the provided experiences. Some gaps in the literature under the subject “Event Tourism" have been less explored like those related to planning and event organization involving the organizations, the partners, the politics, the goals, the strategies, the impacts and the evolution. According to the gaps founded in the literature, in the context of event tourism, it becomes relevant the study of music festivals as promoters of cultural tourism. In this context we defined as the main goal: to understand if music festivals may be promoters of cultural tourism. As secondary goals: to characterize the business model of the festivals: Milhões de Festa, Paredes de Coura, Primavera Sound; to compare the business model of the 3 festivals; to characterize the public assistance of the three festivals; to compare the public assistance of the three festivals; to understand if the three festivals can be a hallmark. The three promoters of the festivals: Milhões de Festa, Paredes de Coura, Primavera Sound, have participated in this study, and filled a questionnaire with the purpose to describe and characterize the business model. A semistructured interview was applied to the promoters of the festivals and to the regional director for northern culture to gather data about the festivals as culture tourism. The results of this study show us that the main source of financing come from the tickets sold. Some differences were found in second source of financing, private and state-owned. The state-owned financing of Milhões de Festa festival are the second source, in the contrast with the other two festivals. When it comes to financial expenditures, the booking of bands is the main expense, highlighting the Primavera Sound festival. The expenses on the general production of Milhões de Festa and Paredes de Coura are similar and higher to the Primavera Sound. The expenses with the team are similar in the 3 festivals. The public assistance is mostly portuguese, with the exception of Primavera Sound where most of the assistance is from outside of Portugal. The portuguese assistance is mostly outside of the city or town where the festivals Milhões de Festa and Paredes de Coura take place. In conclusion the music festivals are promoters of cultural tourism, because they arouse the interest of thousand of persons to experience a unique and unrepeatable experience, with an economic, social and media big impact in order to promote the city, the town, the region and the country. All this aspects allow us to define the music festivals, as a hallmark of the region, therefore they should be include in the strategic plan of tourism of Portugal.
URI: http://hdl.handle.net/10400.14/17540
Aparece nas colecções:EA - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations
R - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
FILIPE_TESE_FINAL.pdf8,37 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.