Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.14/17397
Título: Festas bravas: a anatomia do outro golpe
Autor: Pinto, Isabel
Palavras-chave: Portugal
Touros
Festa
Sociedade
Séc. XVIII
Bulls
Fest
Society
Eighteenth Century
Data: 2014
Editora: Roma TrE-Press
Citação: PINTO, Isabel – Festas bravas: a anatomia do outro golpe. Krypton [Em linha]. 3 (2014) 29-41. Disponível na Internet: http://ojs.romatrepress.uniroma3.it/index.php/krypton/article/view/73 . ISSN: 2282-3301.
Resumo: O culto do touro em Portugal é de longa tradição, como um conjunto de documentos do século XVIII, tanto administrativos como memórias literárias, também atesta. A sua popularidade é abundantemente corroborada, com todos os sectores da sociedade a disputar lugar na assistência para usufruir de um programa completo, que se distribuía por vários dias, ligado frequentemente a uma ocasião notável. Desse programa constavam: música, danças, carros de triunfo, combate de touros e diversos divertimentos taurinos. Infere-se o fausto dos figurinos, a imponência dos carros, o colosso das máquinas. A isto adiciona-se a morte de mais de uma vintena de touros por tarde, à espada, ao rojão, à faca. Entre a facécia e o sangue, o público exulta, participando na representação de uma sociedade histriónica e saciada.
The bull’s endorsement in Portugal has a long tradition, as underlined by a collection of administrative documents and literary memories from the eighteenth century. The popularity of this kind of entertainment is well-attested, since everyone readily disputed a good seat for a complete program of several days, frequently associated with a solemnity. There, the public could find a good array of music, dance, allegoric cars, bull fight and other bull distractions. One can easily infer the luxury of the garments, the majesty of the cars and the gigantic proportion of the machinery. To this, it must be added the killing of more than twenty bulls for afternoon, with the sword, rojão and knife. Between laugh and blood, the public exults, giving rise to the representation of a joyful and totally indulged society.
Peer review: no
URI: http://hdl.handle.net/10400.14/17397
ISSN: 2282-3301
Versão do Editor: http://ojs.romatrepress.uniroma3.it/index.php/krypton/article/view/73
Aparece nas colecções:CECC - Artigos em revistas internacionais com Conselho / Papers in international journals with Committee

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Festas bravas, a anatomia do outro golpe Isabel Pinto.pdf501,81 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.