Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.14/17387
Título: The homebanking trends : which strategic path should Retail Banks pursue?
Autor: Pino, Ana Raquel Monteiro
Orientador: Xavier, Rute
Palavras-chave: Online Banking
Homebanking
Homebanking Benchmark
Banking Customers Experience
Homebanking Trends
Banking Channels
Banco Online
Estudo de Mercado do Homebanking
Experiência do Cliente Bancário
Tendências do Homebanking
Canais Bancários
Data de Defesa: 11-Jul-2014
Resumo: One of the greatest commercial innovations developed by Retail Banks was the homebanking service. This dissertation aims at assessing the current evolution stage of the Portuguese homebanking market, as well as finding gaps vs. users’ needs/ preferences, thus projecting future trends. To do so, it was performed a national benchmark, for both the B2C and B2B segments, focused on two key pillars: image/communication, and functionalities. Further, it was conducted a survey for the both segments, to perceive what users know, use, value and would like to have in their homebankings. Based on the former analysis, the national banks were segmented in a matrix considering their performance in the two pillars studied and a clear market gap was identified. B2C users acknowledge the huge evolution the homebankings have come through in terms of functionalities; however they are not totally satisfied with their homebankings image/communication performance.
Uma das maiores inovações desenvolvida pelos Bancos de Retalho foi o serviço de banco online (homebanking). Esta tese tem como objectivo perceber qual a situação atual do mercado do homebanking em Portugal, assim como descobrir oportunidades de mercado vs. necessidades/preferências dos utilizadores, tornando possível projetar tendências de mercado. Para tal, foi realizado um estudo de mercado nacional, tanto para o segmento B2C como para o B2B, focado em dois pilares: imagem/comunicação e funcionalidades. Adicionalmente, foi elaborado um inquérito para os dois segmentos de forma a captar o que os utilizadores sabem, usam, valorizam e gostariam de ter nos seus homebankings. Com base na análise anterior, os bancos nacionais estudados foram segmentados numa matriz tendo em conta o seu desempenho nos dois pilares estudados e nas oportunidades de mercado identificadas. Os utilizadores B2C reconhecem a grande evolução dos homebankings a nível de funcionalidades, no entanto não estão totalmente satisfeitos a nível do desempenho da imagem e comunicação.
URI: http://hdl.handle.net/10400.14/17387
Aparece nas colecções:FCEE - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations
R - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Thesis_RaquelMonteiroPino.pdf80,27 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.