Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.14/17356
Título: Influência do estatuto socioeconómico, suporte social e competências no bem-estar subjectivo no envelhecimento
Autor: Pinto, Dulce Maria de Araújo
Orientador: Costa, Eleonora Cunha Veiga
Palavras-chave: Estatuto socioeconómico
Suporte social
Competências
Bem-estar subjetivo
Idosos
Socioeconomic status
Social support
Competencies
Subjective well-being
Elderly
Data de Defesa: 12-Mar-2014
Resumo: O presente estudo teve como principal objetivo estudar a influência do estatuto socioeconómico, suporte social e competências no bem-estar subjetivo dos idosos, a fim de analisar a correlação destes fatores considerados pela literatura, responsáveis pelo bem-estar do individuo. Para tal, contou-se com a participação de 70 idosos, utentes da Santa Casa da Misericórdia de Vila Verde. Trata-se de um estudo quantitativo de cariz descritivo, correlacional e transversal. Foram utilizados um questionário sociodemográfico e cinco escalas: Escala de Satisfação com o Suporte Social (ESSS), Índice de Barthel (IB) e Índice de Lawton (IL) para avaliar as competências de vida diária e avaliou-se o bem-estar subjetivo através da aplicação da Escala de Bem-Estar Pessoal – IBP (Personal Wellbeing Índex) e Positive and Negative Affect Schedule (PANAS). Os principais resultados revelam, dentre os fatores apresentados, apenas a existência de uma relação marginalmente significativa entre o suporte social e o bem-estar subjetivo dos idosos a nível cognitivo. Na componente emocional do bem-estar, predominaram os afetos positivos sobre os afetos negativos. Relativamente às restantes variáveis em estudo (idade, género, estado civil, habilitações literárias, reforma, área de residência, local de habitação, existência de filhos, contacto familiar, composição do agregado familiar), foi a variável contacto com a família que evidenciou uma correlação significativa com o bem-estar subjetivo dos idosos.
The main objective of this study was to examine the influence of the socio-economic status, social support, and competencies in the subjective well-being of the elderly. We analyze the relational is between these variables, which are considered by literature to be responsible for the well-being of the individual. The sample included 70 elderly patients of the Santa Casa da Misericordia of Vila Verde. This quantitative study had a descriptive, correlational, and transversal orientation. A socio-demographic questionnaire was used, as well as five scales. The Satisfaction Scale with Social Support (SSSS), Index of Barthel (IB) and the Index of Lawton (IL) evaluated the competencies of daily living, and the subjective well-being was evaluated through the implementation of the Personal Well-being Index and Positive and Negative Affect Schedule (PANAS). Within the presented factors, the main results reveal only an existence of a marginally significant relationship between social support and the subjective well-being of the elderly on a cognitive level. For the emotional component of well-being, the positive affects predominated the negative affects. Comparatively, from all the remaining variables in study (age, gender, marital status, literary qualifications, pension, inhabitancy, existence of children, family contact, composition of the household), only the family contact variable expressed a significant correlation with the subjective well-being of the elderly.
URI: http://hdl.handle.net/10400.14/17356
Aparece nas colecções:FF - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations
R - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Dissertação Dulce.pdf1,27 MBAdobe PDFVer/Abrir    Acesso Restrito. Solicitar cópia ao autor!


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.