Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.14/17192
Título: Variáveis psicossociais associadas à adesão à terapêutica farmacológica em doentes crónicos : conhecimento, crenças e satisfação com a informação sobre medicamentos
Autor: Dias, Narcisa Maria Oliveira Carvalho
Orientador: Silva, Ana Margarida de Barros Trovisqueira Baptista da
Palavras-chave: Adesão à farmacoterapia
Conhecimento sobre o medicamento
Crenças acerca dos medicamentos
Satisfação com a informação sobre medicamentos
Doenças Crónicas
Adherence to medication
Knowledge about medicines
Beliefs about medicines
Satisfaction with information about medicines
Chronic diseases
Data de Defesa: 22-Jan-2015
Resumo: A reduzida adesão à farmacoterapia nas doenças crónicas mantém-se um relevante problema, apesar de todos os esforços para diminuir a sua dimensão. A adesão inadequada comporta consequências ao nível económico, clínico e humanístico. Reconhece-se atualmente que o envolvimento do doente nas decisões relativas ao tratamento da sua doença é um fator chave para melhorar o seu comportamento de adesão. Esta investigação teve como principal objetivo explorar um conjunto de variáveis psicossociais associadas ao comportamento de adesão à farmacoterapia em 164 doentes crónicos portugueses, da região norte, centro e sul do país. Os resultados permitiram identificar uma associação entre crenças gerais e específicas acerca dos medicamentos e a adesão e uma associação entre a satisfação com a informação sobre medicamentos e as crenças sobre os mesmos. Identificou-se também que as facetas do conhecimento sobre medicamentos mais ignoradas pelos doentes coincidem com os principais motivos de insatisfação com a informação. O farmacêutico apresenta-se como a fonte preferida pelos doentes para se informarem sobre medicamentos. Estes resultados revelam a necessidade de se identificarem as crenças de cada doente sobre os medicamentos e a sua satisfação com a informação sobre os mesmos, como meio para desenvolver processos comunicativos facilitadores da adesão.
The weak adherence to medication in chronic disease remains a serious problem, despite all effort made to reduce its extent. An inadequate adherence faces economic, clinical and humanistic consequences. It is nowadays recognized that the patient’s involvement in the decisions concerning the treatment of the disease is a key factor to improve their adherence behavior. This research aimed primarily to explore a set of psychosocial variables associated with the behavior of adherence to medication involving 164 chronic patients from the north, center and south of Portugal. The results enabled to identify a relation between general and specific beliefs regarding medication and the adherence and a relation between the satisfaction with the information about medicines and the beliefs about them. It was also identified that the patients most ignored facets of knowledge about medicines correspond to the main reasons for dissatisfaction with the information. The pharmacist appears as the patients’ favorite source to get information about medicines. These results reveal the need to identify each patient’s beliefs about medication and their satisfaction with the information about them, as a means to develop communicative skills favoring adherence
URI: http://hdl.handle.net/10400.14/17192
Aparece nas colecções:FF - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations
R - Dissertações de Mestrado / Master Dissertations

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Dissertação Narcisa.pdf1,25 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.